iCarros: Carros novos, usados e lançamentos
 
 

Conheça uma das maiores obras de Henry Ford

Proprietário de uma mansão de 56 quartos, Ford construiu não só um império na indústria, mas criou uma nova maneira de viver

14/03/2008 - Anelisa Lopes / Fotos: Coleção Henry Ford e Michelle Andonian / Fonte: iCarros

  • Compartilhe esta matéria:
 
 
 
 
 
 
 
  • 1 | 14
  •  
 
 
 
Localizada em Dearborn, Michigan, nos Estados Unidos, a residência do casal Henry e Clara Ford é um capítulo à parte na história da indústria automotiva. Transformada em museu e parte do campus da Universidade de Michigan, a casa possui 56 cômodos – incluindo um quarto que era destinado somente para a sesta de Ford - distribuídos em uma área de 3.000 metros quadrados. Batizada de Fair Lane – em homenagem ao local de nascimento do pai -, a residência começou a ser construída pelo fundador da Ford Motor Company em 1914. Henry Ford (1863 – 1947) contratou entre 500 e 800 pedreiros para levantar a sua obra que, assim como uma produção em série, levou tempo recorde para ser concluída devido ao seu tamanho: dois anos. Para se ter uma idéia da grandiosidade da obra, o gasto inicial foi calculado em US$ 250 mil, mas no fim, cerca de US$ 1.880.000 foram gastos com o imóvel – imagine essa quantia no início do século passado. Entre as extravagâncias do local, vale apontar as mais de 500 casas de pássaros (um dos hobbies de Ford era observá-los), uma oficina de Natal, um lago artificial, um abrigo para barcos, além de infinitas hortas e jardins – entre os empregados, 25 eram jardineiros. Uma das dependências que merece destaque na mansão é a casa de força. Dividido em seis pavimentos, o pequeno prédio abriga a coleção de carros pessoais que pertenceu à família Ford (todos em excelente estado) e um escritório secreto, que não é aberto ao público. Nesta sala era onde o empresário criava suas engenhocas; foi de lá que saiu o motor X, invenção que, depois de muitos aperfeiçoamentos, deu origem ao famoso V8 da Ford. Thomas Edison, amigo de Ford, foi um dos responsáveis por tornar a casa de força tão famosa A dupla criou um sistema movido a geradores hidroelétricos que abastecia a casa e parte das residências da região. A fonte de energia era a água, vinda do rio Rouge. Um túnel de 300 metros conectava a mansão ao sistema, garantindo água quente e energia à família. Para o único filho Edsel, Ford construiu uma piscina coberta, hoje restaurante para turistas. Na entrada, todos os corrimãos são feito de madeira, trabalhada à mão e, logo adiante, na sala de jantar, com diversas portas que não levam a lugar algum, celebridades como o Duque de Windsor foi um dos convidados do casal. Curiosidades à parte, Henry Ford foi um gênio, mas considerado por muitos um mau administrador e uma pessoa de personalidade difícil (ele e sua mulher dormiam em camas separadas), além de ter sido considerado racista por seus empregados. Ford preferia o chão de fábrica ao escritório e, dessa forma, criou um império que foi responsável por desenvolver a produção em série e, conseqüentemente, ruas de terra deram lugar a estradas e postos de abastecimento foram surgindo com a chegada dos carros, mudando a rotina dos habitantes dos Estado Unidos. Em duas décadas, foram 15 milhões de unidades do Ford T, vendidos a US$ 850 cada um na época. Valor que hoje não paga, muitas vezes, um jogo de rodas. Em 1957, dez anos após a sua morte, sua mansão foi doada à Universidade de Michigan. Os móveis foram a leilão quando Clara Ford faleceu, em 1950. Atualmente, a casa recebe grupos de turistas para visitação. Serviço Endereço: 4901 Evergreen Road - Dearborn Horário: terça a domingo Contato: http://www.henryfordestate.org/generalinfo.htm
  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário