Esportivos, J3S e Palio Sporting se estranham

Esportividade é performance ou visual? Provamos duas fórmulas e mostramos quem a melhor

20/05/2013 - Thiago Moreno / Fotos: Thiago Moreno e Aline Dumelle / Fonte: iCarros

 
 
Desempenho de um lado, visual do outro. quem leva a melhor?
  • 1 | 29
  • Desempenho de um lado, visual do outro. quem leva a melhor?
  • Desempenho de um lado, visual do outro. quem leva a melhor? JAC J3 e Palio Sporting ganham adereços evocando esportividade, mas o Fiat atrai mais os olhares O Palio é mais alto e curto que o J3 Na suspensão traseira, a JAC adotou um sistema independente. O Palio tem barra de torção Cor Vermelho Modena é exclusiva da versão Sporting Faixas e apliques completam o visual Rodas de 16 polegadas para dar um toque de esportividade Fiat Palio Sporting Fiat Palio Sporting Motor 1.6 é o mesmo dos demais Palio 1.6 Por fora, apenas as faixas brancas e as rodas maiores entregam o JAC J3S Assim, de frente, o modelo passa despercebido como um J3 comum JAC J3S JAC J3S JAC J3S Motor 1.5, primeiro flex da JAC, foi emprestado do sedã médio J5 JAC J3S Soleiras nas portas são uma das poucas alterações no J3S em relação à versão comum JAC J3S Costuras dos bancos são vermelhas JAC J3S Instrumentos também recebem iluminação vermelha No Palio, todo o acabamento evoca esportividade Fiat Palio Sporting Fiat Palio Sporting Cinstos são vermelhos, mas bancos na mesma cor são opcionais Fiat Palio Sporting Fiat Palio Sporting Fiat Palio Sporting

Na hora de escolher um carro, se o que conta é o impacto visual, JAC J3S e Fiat Palio Sporting são bons exemplos de modelos cuja esportividade não passa dos adereços da carroceria. Apesar de ambos atrairem como versões "esportivas” dos carros em que se baseiam, os rivais são muito diferentes. A começar pelo preço. Enquanto a JAC oferece o J3S por R$ 37.490, o Palio Sporting não sai por menos de R$ 40.020. Sem os enfeites, as versões convencionais saem, respectivamente, por R$ 34.990 e R$ 38.110.

O J3S não tem opcionais e já traz de série ar-condicionado, sensor de estacionamento traseiro, vidros com acionamento elétrico nas quatro portas. Equipado como o modelo das fotos, o Palio Sporting passa dos R$ 43 mil, uma vez que o vidro elétrico traseiro, o acabamento interno especial, o volante com comandos do rádio e o sistema de som com conectividade via Bluetooh são opcionais.

Tirando onda

Não fossem as faixas nas laterais, o modelo de origem chinesa passaria despercebido, como um J3 normal. É preciso um olho clínico para perceber as diferenças. Por fora, as rodas de 15 polegadas com desenho exclusivo são a outra pista. Por dentro, há mais detalhes. Pequenos, mas perceptíveis, como a costura vermelha nos bancos, as soleiras de porta e a iluminação vermelha dos instrumentos.

Do outro lado, o Palio Sporting faz de tudo para se diferenciar. A configuração possui uma paleta exclusiva de cores, incluindo as sugestivas Amarelo Indianápolis e a Vermelho Modena, como o modelo das fotos. As rodas, de 16 polegadas são exclusivas e a lataria conta com apliques como as faixas no meio das portas, inscrições Sporting e plásticos simulando saídas de ar nas portas. Por dentro, os cintos de segurança são vermelhos, o painel ganha uma faixa de mesma cor com o acabamento opcional, que também inclui insertos vermelhos no topo dos bancos.

Apesar de ser 10 mm mais baixo que a versão Essence 1.6, o Palio Sporting ainda é mais alto (1,5 m) que o J3S (1,4 m), igual em largura (1,7 m) e mais curto (3,9 m contra 4 m) que o modelo da JAC. Porém, com tantos adereços, é modelo da Fiat que chama mais a atenção nas ruas. Ao JAC, resta dar o troco quando se pisa no acelerador.

Pisando fundo

Tudo o que o Palio tem de adereços, o J3 rebate com qualidades mecânicas. A começar pela suspensão traseira, independente no JAC e por barra de torção no Fiat. Na prática, o Palio se mostrou mais firme, até mesmo por ter menos curso de amortecedor que a versão em que é baseado, e rolando menos em mudanças de direção. Porém, no limite de aderência, tende a sair de frente. No J3S, o acerto privilegia o conforto e a carroceria oscila mais em curvas. Com a vantagem do esquema de suspensão mais moderno, o carro possui um limite maior de aderência e é mais difícil desgarrar em curvas, apesar de rolar mais. Só que a direção com assistência hidráulica do Palio é mais firme e passa mais segurança. A do JAC é leve e exige constantes correções de trajetória.

Mesmo sendo 1.5, o JAC é mais potente que o 1.6 do Palio, gerando 127 cv com etanol e 125 cv com gasolina, enquanto o Fiat entrega 117 cv e 115 cv, respectivamente. O segredo está no comando de válvulas, variável para a admissão no J3S e simples no Palio Sporting. Além disso, o propulsor do JAC, o primeiro flex da marca, veio do sedã médio J5, enquanto o do Fiat é o mesmo para todas as versões 1.6 do Palio.

Rodando, o Palio exige rotações elevadas para obter um desempenho maior quando se deseja velocidade. Antes dos 4.000 rpm, se comporta bem, mas não empolga. No J3S, o comando de válvulas abre aos 3.000 rpm e o carro fica mais arisco e o motor emite um ronco grave. Para quem comprou um esportivo pela diversão e pelo estímulo aos sentidos, o JAC sai na frente, literalmente, uma vez que a Fiat declara um tempo de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos, enquanto o JAC completa essa tarefa em 9,7 segundos.

E não há truques de câmbio. Ambos possuem caixas manuais de cinco marchas, mas a alavanca do JAC é mais curta e firme, permitindo trocas rápidas e precisas. Para quem gosta, dá até para sentir as engrenagens da transmissão se encaixando. No Palio, os engates são mais leves, mas passar de quarta para quinta marcha exige um tempo para se acostumar.

Mas, por que eu?

Enquanto a Fiat espalha a linha Sporting para Uno, Palio, Punto, Idea e Bravo, a JAC escolheu o J3 para ser o esportivo da família. Por quê? Nicolas Habib, Diretor de Vendas da empresa explica que o J3S “estrearia o motor flex novo, então, o escolhemos porque era o carro de maior volume”, diz. E como o motor era 1.5, maior que o 1.4 da versão de entrada, a marca o vestiu como esportivo. “Já que ele teria o propulsor maior (do J5), optamos pela potência mais que pelo visual do J3S”, adiciona Habib, que ainda deixa um recado para quem sente falta de uma variante realmente esportiva: “Nós queremos reanimar aqueles que sentem saudades de carros como o VW Gol GTi e o Ford Escort XR3.”

Veredicto de Thiago Moreno - Enquanto esportivos, Palio Sporting e JAC J3S não se bicam e atiram em direções diferentes. A mira do Fiat está claramente apontada para o visual. Porém, mais barato, mais equipado e trazendo mais diversão atrás do volante, o J3S leva o comparativo por entregar o desempenho extra que a versão esportiva de qualquer carro deveria ter.

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

publicidade