Como vender meu carro? O que fazer depois?

Confira um passo a passo de como anunciar o seu veículo e o que fazer depois de vendê-lo

20/11/2020 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

É bem comum que apareçam dúvidas no momento de vender seu veículo: seja sobre a segurança de receber um valor digno, até questões mais burocráticas de documentação.

Leia mais:
+ Como vender meu carro pelo melhor valor possível?
+ Como comprar o primeiro carro? Dicas te ajudam a escolher

Alguns serviços presenciais já voltaram a funcionar e é importante que todas as informações sobre os veículos estejam bem atualizadas, pois isso ajuda a tornar o anúncio mais atrativo e confiável para o comprador.

O iCarros preparou um passo a passo de como vender seu carro neste momento de pandemia.

QUERO VENDER. O QUE EU FAÇO?

- Atenção à documentação

Antes de colocar seu veículo à venda, resolva todas as pendências em relação à documentação. Cheque se os impostos, como o IPVA e o DPVAT, estão pagos. É importante também conferir se o licenciamento está em dia e se há multas para serem pagas ou mesmo algum recurso em andamento. 

- Cuidados com o veículo

Ter em mãos o manual e a chave reserva agrega valor ao  seu veículo e aumenta a confiança do comprador. Dica de ouro: manter o histórico de revisões e reparos, com as notas fiscais, te dá ainda mais vantagem competitiva no momento da venda.

Deixe seu carro sempre limpo e higienizado, especialmente na hora de tirar as fotos para o anúncio e mostrar para o interessado. Arrumar o que for possível, entre arranhões e amassados, também agrega valor na hora da venda. 

- Onde vender?

Com a popularização da tecnologia, a venda pela internet tornou-se muito comum. E não poderia ser diferente no universo automotivo. Anunciar em classificados online oferece inúmeras vantagens, como otimização do tempo, maior rapidez na venda e aumento dos ganhos, já que o processo acontece sem o intermédio de revendas.

No iCarros você anuncia com muita segurança para mais de 10 milhões de potenciais compradores todos os meses. Clique aqui para anunciar por apenas R$1.

- Como criar um anúncio atrativo?

Boas imagens fazem toda a diferença para atrair os compradores, portanto faça um álbum completo do seu carro, com fotos de diferentes ângulos. Mostre todos os detalhes, tanto do interior, como do exterior do veículo. É importante que o local seja bem iluminado e que o fundo seja neutro para dar mais destaque ao carro.

A honestidade quanto ao estado de conservação do veículo também é vital para uma boa venda. Detalhe ao máximo questões como a quilometragem, partes danificadas, informações mecânicas e opcionais de fábrica. Não coloque no descritivo itens a mais do que o carro possui.

- Valor de venda

Não sabe o preço médio do seu veículo no mercado? Confira a KBB (Kelley Blue Book) e a tabela FIPE para colocar um valor justo. Além disso, vale a pena fazer uma busca do mesmo modelo, com quilometragem semelhante ao seu, para conferir qual a média do valor que outros vendedores estão anunciando. 

No iCarros você pode acessar todas essas ferramentas em um só lugar. Clique aqui e descubra agora quanto vale o seu carro.

Atenção: Na hora de colocar o valor no anúncio, lembre-se de divulgar o valor final.

Mostrando o carro

Na hora de mostrar o veículo para um potencial comprador, alguns cuidados devem ser tomados. Um ambiente aberto e com uma maior circulação de pessoas é melhor para que o carro seja visto e avaliado pelo comprador, garantindo a segurança de ambos. Nunca marque o encontro em seu endereço residencial.

Neste momento de pandemia, dê preferência a locais bem ventilados. Coloque sua máscara e leve álcool em gel para higienização constante das mãos e do veículo. Mas atenção, determinadas partes do painel e outros acabamentos mancham com álcool em gel.

Jamais divulgue informações pessoais ao conversar com o comprador. Vale lembrar que o iCarros é uma plataforma segura e não divulga os seus dados pessoas para terceiros.

+ Anuncie o seu carro por 60 Dias e pague apenas R$1

VENDI O CARRO. E AGORA?

- Laudo de vistoria

O primeiro passo ao receber um sinal de compra é obter um laudo de vistoria veicular, onde será atestada a condição geral do veículo, com análise da gravação do número do motor e chassi.

O laudo de vistoria pode ser obtido em Empresas Credenciadas de Vistorias (ECVs), estabelecimentos credenciados pelo Detran. Por conta da pandemia, muitas dessas empresas seguem com agendamento em domicílio.

- Reconhecimento de firma no CRV

Após emissão do laudo, você precisará dar início ao processo de transferência do veículo para o novo proprietário. Essa etapa, muitas vezes, é feita junto com o pagamento.

Para isso, é necessário dirigir-se ao cartório e fazer o reconhecimento de firma por autenticidade no Certificado de Registro de Veículo (CRV). O comprador não precisa ir junto com o vendedor reconhecer firma e nem ir ao mesmo cartório, mas o documento precisa estar preenchido corretamente com os dados de ambos para que seja assinado.

Em seguida, o cartório vai comunicar automaticamente o DETRAN de que o veículo foi vendido.   

- Pagamento

Como explicado acima, o pagamento geralmente é feito por transferência bancária, assim que o documento é assinado.

Esse método de pagamento é, inclusive, o mais indicado. Cheques também podem ser utilizados em última instância, mas procure utilizar essa forma apenas com pessoas que você conheça e confie.

O boleto é a prática menos indicada, já que é preciso ter muita confiança na pessoa ou empresa que receberá o seu depósito. Além disso, essa forma de pagamento está mais sujeita a fraudes.

- Cópia autenticada para o Detran:

Apesar de o cartório comunicar o Detran sobre a venda do veículo, é muito importante o vendedor entregar uma cópia autenticada do documento de transferência diretamente para o órgão responsável.

Isso evita possíveis multas e punições que possam ser recebidas no nome do antigo proprietário, caso o comprador não finalize a transferência no prazo legal de 30 dias corridos. Vale lembrar que essa situação gera uma multa de R$195,23 e 3 pontos na carteira para o atual dono do veículo.

O Detran retomou as atividades presenciais no dia 19 de agosto e realiza atendimentos mediante agendamento prévio pelo site.

Quais documentos são necessários no processo de venda?

Veículo:
- Duas vias do formulário do Renavam, disponível nos sites dos Detrans de cada estado;
- Dois decalques do chassi (obtidos durante vistoria);
- Certificado de Registro de Veículo (CRV) preenchido e assinado, com firma reconhecida em cartório; 
- Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRVL) (original e cópia); 
- Comprovante de quitação de débitos (IPVA, multas e licenciamento).

Vendedor:
- RG e CPF (original e cópia);
- Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);
- Certidão de nascimento ou casamento;
- Certidão de Propriedade de Veículos.

Comprador: 

- RG e CPF (original e cópia);
- Comprovante de endereço (original e cópia, de no máximo três meses);
- Comprovante de pagamento após finalização da compra. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.