Por que os carros da Porsche ligam à esquerda?

Ferdinand Porsche se inspirou nos vencedores das 24h de Le Mans da década de 1920 para colocar ignição do lado esquerdo

18/11/2020 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Você já parou para pensar porque algumas tradições existem? No mundo automotivo poucas tradições são tão levadas a sério como uma pequena mas charmosa característica de todo Porsche: a ignição do lado esquerdo no painel.

Pode ser o mais antigo esportivo 911, o mais recente SUV Porsche Cayenne ou até mesmo o novo Taycan, carro 100% elétrico – cujo controle de largada nós testamos recentemente no autódromo Velocitta, no interior de São Paulo.

+ Eletricidade pura: o controle de largada do Porsche Taycan

Mesmo com a ignição evoluindo de formas tão impressionantes (seja com a velha girada de chave ao entrar no carro até os botões de start-stop), o que não muda é a posição: sempre ao alcance da mão esquerdo do motorista.

E para entender esta tradição é preciso ir para um pequeno pedaço abençoado de terra na França que é responsável por boa parte da evolução de todos os automóveis que hoje conhecemos: as estradas do circuito de La Sarthe, onde é disputada a mais tradicional prova de longa duração do mundo, as 24 Horas de Le Mans.

Quem gosta de corrida já deve ouvir esta história: a largada da prova sempre foi, até os anos 1970, um “charme” a parte: os pilotos saiam correndo em direção ao carro, abriam a porta, sentavam no cockpit, ligavam o carro e já arrancavam para “o mais longo dos dias", como é chamada a prova em Le Mans.

Hoje, em nome da segurança, esta prática foi abandonada, mas a “largada Le Mans" ainda é adotada em provas como as 500 Milhas de Kart, a prova de longa duração mais importante do Brasil.

Como se sabe, é preciso caprichar nos detalhes para vencer uma corrida, ainda mais esta que, junto com o GP de Mônaco da F1 e as 500 Milhas de Indianápolis, é uma das três mais importantes do mundo.

E já nos primeiros anos da prova, ainda na década de 1920, os pilotos percebiam que era bem mais fácil já ligar o carro com a mão esquerda enquanto a direita já fazia a troca de marcha para arrancar forte.

Parece pouco, mas ganhar segundos preciosos no começo da prova ajudava os pilotos a se posicionar com carros mais rápidos e assim ganhar boa vantagem mesmo para uma prova tão longa – hoje, os carros percorrem mais de 5.300 quilômetros em 24 horas, o suficiente para sair de São Paulo e ir de carro até Recife… e voltar . 

+ Tudo sobre as 24 horas de Le Mans

Assim, quando criou seus carros de corrida, a Porsche levou este conceito a Le Mans: os primeiros modelos a correr as 24 Horas com a chave na esquerda foram o Porsche 550 Coupé e um 356 SL 1953, que disputaram a prova de 1953.

No site oficial da marca alemã, esta tradição é exaltada: “a tradição da Porsche em décadas de automobilismo sempre formou uma parte intrínseca da marca. A mão esquerda liga o motor: já em 1925 o posicionamento do interruptor de ignição à esquerda da direção permitiu que os pilotos ligassem seus motores mesmo quando ainda estavam terminando de entrar no carro na largada  em Le Mans. E quando algo funciona bem, nós mantemos daquele jeito", diz o site.

Mais germânico, impossível. Afinal, se funciona bem, de fato a tradição não precisa ser abandonada – e acaba sendo um detalhe que mostra porque a marca Porsche é reconhecida por tantas décadas como sinônimo de esportividade. E, caso você esqueça, você lembra disso antes mesmo de ligar seu Porsche usando sua mão esquerda. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.