Touring Ka: o Ka de quatro portas que a Ford nunca fez

Conceito apresentado em 1998 mostrava como seria um Ford Ka perua derivado da primeira geração

13/01/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Hoje o modelo mais vendido da Ford no Brasil, o Ka nasceu como um modelo de nicho. Projetado para os movimentos centros urbanos europeus com o mote de trazer amplo espaço interno alinhando a uma dinâmica de direção invejável, o Ka só não fez mais sucesso por ter apenas duas portas. Algo que só foi mudado no modelo atual.

Melhores destaques para você:
+ Sucessor do Ford Ka virá em 2021 inspirado no Focus
+ Ford Ka Freestyle 1.0: um suspiro de aventura | Avaliação
+ Ford Ka é o 2º mais vendido de 2019, Onix líder pela 5ª vez

Ao longo de duas gerações o Ford Ka permaneceu única e exclusivamente sendo vendido com portas apenas na dianteira, gerando uma diferenciação importante entre ele e seu irmão maior, o Fiesta. Mas em 1998 a Ford mostrou que as coisas poderiam ser um pouco diferentes com o conceito Touring Ka.

Procurando um Ka? Veja ofertas

Projetado pelo estúdio Ghia, a perua do Ka passou longe da linha de produção, mas alguns de seus toques de estilo foram aproveitados pelo Ka anos depois. Por usar plataforma do Fiesta, foi possível espichar o modelo até que duas portas extras coubessem.

Aproveitamento futuro

A dianteira e a traseira permaneceram exatamente iguais como no modelo original, algo que reduziria o custo total. Apesar do caráter um tanto quanto improvisado, o estilo parecia casar bem com as proporções do Ford Ka, por mais que o para-choque traseiro espichado parecesse exagerado, enquanto a tampa e lanternas iguais às do hatch não combinavam muito com uma perua.

Simule aqui as parcelas do seu próximo carro

O interior também passou por mudanças. Na Touring Ka a Ford usou texturas diferenciadas como imitação de granito no painel e volante combinando com o revestimento de couro marrom texturizado em duas cores. Os bancos traseiros eram individuais para abrigar dois passageiros com mais conforto, enquanto o porta-malas não aumentava em relação ao hatch.

Para parecer mais esportiva, a perua do Ford Ka ganhou para-choques com desenho diferenciado, destacado pelas aberturas de ar retangulares na dianteira acompanhada de luzes neblinas na horizontal. A traseira apresentava sessão retangular em preto e saída de escape central.

Esse visual foi aproveitado anos depois pelo SportKa e pelo conversível StreetKa, ambos lançados em 2003 na Europa e nunca vendidos no Brasil. O StreetKa durou apenas até 2005, fazendo dele uma das mais raras variantes do Ford Ka no mundo. Já o SportKa, versão europeia do Ka XR brasileiro, sobreviveu até 2008.

Ka 1.7

Se o visual esportivo denunciava intensões de um Ka mais potente, a cavalaria debaixo do capô deixava isso claro. Enquanto o hatch compacto só usava motores 1.0 ou 1.3, a Touring Ka veio equipada com motor 1.7 Zetec gasolina de 125 cv usado pelo cupê Puma. A transmissão era manual de cinco marchas.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro