Flex ou elétrico: que carro é mais barato de manter?

Comparados os custos de manutenção e abastecimento, carros elétricos, como o Novo Nissan LEAF, mostram vantagem.

13/03/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Muita gente pensa que um carro elétrico pode ser caro de manter ou de abastecer. Mas é exatamente o contrário. Com custo baixo de manutenção e abastecimento que pode ser feito até mesmo de graça ou na tomada de casa, carros como o Novo Nissan LEAF provam que o futuro será mais simples e inteligente do que se imagina.

Abastecimento

Com modernas baterias de íon-lítio laminadas de 40 kW, o Novo Nissan LEAF permite carregamento das baterias em tomadas residenciais. Nessa situação é possível preencher toda carga das baterias a um custo aproximado de R$ 50 (valor que varia de acordo com estado, cidade e bandeira de consumo).

Comparando a um carro a combustão capaz de rodar os mesmos 240 km que a autonomia 100% elétrica que oferece o Novo Nissan LEAF, os custos são substancialmente mais baixos. Considerando um veículo que faz 8 km/l na cidade quando abastecido com etanol, ele exigirá 30 litros de combustível.

Para rodar a mesma quantidade de quilômetros, o carro a combustão gastará R$ 135, enquanto o Novo Nissan LEAF custará aproximadamente R$ 50. Para se igualar aos custos, seria preciso que o carro a combustão fizesse mais de 30 km/l, algo que nem mesmo alguns modelos híbridos vendidos no Brasil atualmente conseguem.

Outra vantagem que o LEAF tem sobre carros a combustão é que ele pode ser abastecido totalmente de graça. Alguns supermercados, shoppings e postos de combustíveis contam com pontos de recarga de carros elétricos e, em sua maioria, não cobram pelo uso. Além disso, eles possibilitam carga ultrarrápida das baterias do elétrico da Nissan, com carregamento de 80% em até 40 minutos.

Além dos postos de recarga, há conveniência de recarga residencial, como já dito anteriormente. Para isso, basta conectar no Wallbox, carregador de parede, que atualmente já vem de série com o Novo Nissan LEAF. No Wallbox a recarga de 100% é realizada em até 8 horas. Ainda há possibilidade de recarga de emergência em tomadas de conexão padrão 110V ou 220V, que permite encher as baterias em até 20 horas.

Revisões

Outra enorme vantagem de carros elétricos como o Novo Nissan LEAF está no custo de manutenção reduzido. Por ter menos partes móveis e uma construção inteligente e moderna, a Nissan conseguiu ter os melhores preços de revisão para seu carro elétrico.

As revisões de 10 mil, 30 mil e 50 mil quilômetros rodados custam apenas R$ 220 cada e já incluem mão de obra. Já as revisões de 20 mil e 60 mil quilômetros rodados custam R$ 607 cada, ao passo que a de 40 mil quilômetros rodados sai por R$ 713. Ao todo, o dono do Novo Nissan LEAF gastará apenas R$ 2.587 em seis revisões completas e certificadas pela marca.

Comparando a um carro a combustão como o Nissan Kicks, um dos SUVs mais vendidos do Brasil e com custo de manutenção mais barata da categoria, o Novo LEAF economiza R$ 337 em revisões. Ao todo, é preciso gastar R$ 2.924 pelas seis revisões do Kicks, um preço bastante competitivo e atraente perante outros SUVs. A mão de obra para as revisões do Nissan Kicks é inclusa, assim como nas revisões do Novo Nissan LEAF.

Vale ressaltar que a revisão periódica, tanto do Novo Nissan LEAF quanto do Nissan Kicks, é feita a cada dez mil quilômetros ou 12 meses, o que ocorrer primeiro. Revisão refere-se à mão de obra para troca de peças obrigatórias e inspeção dos itens previstos na revisão de acordo com a quilometragem do veículo e conforme determina o Manual de Garantia e Manutenção. O tempo de mão de obra segue um período definido pela Nissan.

Clique aqui e conheça mais sobre o novo Nissan Leaf. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro