Volkswagen T-Cross diesel tem consumo de 18,7 km/l

Enquanto no Brasil o único SUV compacto diesel é o Jeep Renegade, na Europa até o VW T-Cross tem essa opção

12/06/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Restrito no Brasil por conta da legislação, o mercado de SUVs é basicamente composto por SUVs grandes e caminhonetes médias. A exceção é a dupla Jeep Renegade e Compass. Já na Europa, o mercado é mais aberto. Tanto que o novato Volkswagen T-Cross acaba de receber uma versão diesel com consumo de 18,7 km/l.

Leia mais:
VW trará apenas 99 Golf GTE híbridos ao Brasil
Sem preço, SUV T-Cross da Volkswagen pode não ter versão PCD
Nova Kombi: Volkswagen já faz propaganda

T-Cross diesel vs. T-Cross flex

Debaixo do capô do VW T-Cross diesel fica um motor 1.6 TDI quatro cilindros turbo com 95 cv e 25,5 kgfm de torque. Apesar da potência baixa, o torque é exatamente o mesmo do T-Cross Highline brasileiro, equipado com motor 1.4 TSI de 150 cv.

Veja ofertas de T-Cross

Atrelado à transmissão DSG de dupla embreagem com sete marchas, o SUV compacto acelera de 0 a 100 km/h em 12,5 segundos. Há opção de câmbio manual de seis marchas, que baixa o tempo para atingir os 100 km/h para 11,9 segundos.

Vai trocar de carro? Simule as parcelas aqui

De acordo com dados do Inmetro, o Volkswagen T-Cross 1.4 TSI brasileiro tem consumo combinado declarado de 12 km/l com gasolina. Já a versão com motor 1.0 TSI atinge 12,2 km/l. Comparativamente, o T-Cross diesel marca 18,7 km/l no consumo combinado, uma vantagem de mais de 6 km/l.

Questões estéticas

Além da motorização mais econômica, o T-Cross europeu tem algumas diferenças importantes em relação ao modelo brasileiro. Ele tem o entre-eixos mais curto, sendo 2,68 m no Brasil contra 2,56 na Europa. O porta-malas, como consequência, é menor, assim como o espaço para as pernas dos passageiros.

Visualmente, o nosso T-Cross traz seu nome impresso no para-choque dianteiro e visual mais robusto. O europeu tem grade frontal com um friso cromado ligando os faróis a um detalhe em prata na parte inferior.

Confira aqui todas as diferenças entre o T-Cross brasileiro, europeu e chinês

A traseira também muda: na Europa, a lanterna tem iluminação interna diferente, mas também não acende a parte interna. Nosso VW T-Cross tem saídas falsas de escapamento, coisa que o europeu não adotou. Por fim, o interior do T-Cross diesel europeu tem materiais macios ao toque e um porta-objetos no lugar do suporte de celular do modelo brasileiro.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro