Avaliamos o Land Rover Defender: estabilidade impressiona

Defender 110 foi feito para encarar qualquer tipo de terreno, mesclando robustez com design e tecnologias modernas

13/01/2021 - Luiz Felipe Chaguri / Fotos: Luiz Felipe Chaguri / Fonte: iCarros

O Land Rover Defender 2020 chegou ao mercado carregando a história de um SUV raiz aliado com as novas tecnologias.

A 5ª geração do modelo possui um design único, com 5,02 metros de comprimento (com estepe) e 2,03 metros de altura na versão de topo de linha, a HSE, com todos os opcionais, inclusive com o suporte de bagageiro sobre o carro e um baú lateral. O espaço entre-eixos mede 3 metros.  

Leia mais:
+ Land Rover defender chega ao Brasil por R$ 400.750
+ Novo Defender pode atravessar trechos alagados de até 90 cm
+ Avaliamos o Strada 2021: é um mini Toro?

Com a robustez tradicional das últimas sete décadas, o novo Defender é equipado com motor de 300 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, similar ao do Jaguar F-Type de entrada, com câmbio automático de oito marchas.

Esta foi a única motorização trazida ao Brasil para o modelo 2020, que é capaz de chegar aos 191 km/h de velocidade máxima. O limitador é acionado eletronicamente.  

Duas coisas são importantes antes de decidir comprar um: saiba que o modelo é exclusivo a gasolina e tem um consumo médio de 6,2 km/l entre estrada e cidade.

Isso fica até compreensível quando lembramos que o Defender possui 2,3 toneladas de peso, afinal haja força para puxar esse bruto. Não fossem todos os aparatos tecnológicos que vamos descrever abaixo, não seria exagero que nos obrigassem tirar a CNH especial de caminhão, do tipo C, para dirigir o Defender.  

O que facilita muito a vida do motorista na hora de fazer manobras e ultrapassagens são os sensores espalhados pelo carro. Quando o Defender está próximo de um veículo ao lado, ele acende uma luz amarela projetada no espelho, indicando que tem um outro automóvel próximo.

Os sensores de estacionamento também auxiliam muito na hora de guardá-lo na garagem, tarefa que não foi fácil em nenhum dos dias em nossa avaliação, ainda mais com as garagens apertadas da capital paulista.  

Fazendo uma viagem com o carro foi possível perceber que o Defender se sente muito mais em casa quando sai da cidade grande. Com uma estabilidade impressionante na terra, fica até difícil de entender como ele passa dos 60 km/h sem fazer nenhum barulho em um terreno off-road.   

O que explica essa perfeição na leitura do caminho chama-se Adaptive Dynamics. Essa tecnologia faz o monitoramento do veículo em aproximadamente 500 vezes por segundo, trazendo muito mais conforto para os passageiros e facilitando a dirigibilidade do motorista, independentemente da condição do piso.  

O único desafio off-road que pode complicar um pouco a vida do Defender é o conjunto de lama e pedras em uma subida, mesmo com o 4x4 permanente. Foi apenas neste momento em que precisamos acionar o botão de marchas reduzidas, que fica localizado na parte inferior esquerda do painel.   

Para engatar a reduzida, é recomendado parar o veículo, na sequência pressionar o botão que tem as letras “LO”, colocar o câmbio no neutro e, em questão de um até dois segundos, o carro entrará nas marchas reduzidas, podendo escalar barrancos, serras etc.  

Uma curiosidade do modelo é o snorkel, localizado no lado do motorista, próximo ao vidro dianteiro esquerdo. Ele tem uma entrada de ar superior do filtro de ar, permitindo o carro andar com a água na altura do motor.

Por conta disso, o Defender consegue atravessar águas de 90 cm de profundidade. Para isso, o modelo possui um sistema de imersão capaz de saber a altura da água em determinado local, além de ajustar o diferencial, subir a altura da carroceria e, após sair da água, secar os freios.  

É tanta tecnologia que até deixamos por último a nova central multimídia PIVI Pro, que possui uma tela de 12 polegadas. O que mais chama atenção é a quantidade de câmeras que formam um ângulo de 360º, sendo possível acompanhar a trajetória do veículo de diversas formas. Até imagens que o capô encobriria é possível visualizar.   

O porta-malas do Defender abre lateralmente, da esquerda para a direita, dando um tom bem britânico ao carro. A capacidade dele é bem variada, entre 231 litros na versão de sete lugares com a terceira fila sendo usada, até 1.075 litros na versão de cinco lugares, também com todos os bancos ocupados.  

A versão de entrada, chamada de S, está à venda por R$ 400.750, a SE é a intermediária e chega por R$ 426.750, enquanto a topo de linha, a HSE, é encontrada a partir de R$ 461.150.

Com os opcionais de 7 lugares (R$ 14.300) e o Pacote Brasil (R$ 17.200), teto solar panorâmico, rack de teto e o sistema completo de off-road, o modelo chega bem próximo dos R$ 500.000.   

Disputando espaço no mercado com o Ford Bronco e Jeep Wrangler, o Defender traz bastante conforto para quem pretende ter um modelo que responde bem na estrada e ao mesmo tempo é agressivo no off-road.

Se você tiver espaço na sua garagem e o preço do modelo importado da Eslováquia ao Brasil não te assustar, com certeza vale a pena ter um. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.