Honda HR-V 2019 melhora conjunto e pesa no preço |1º Contato

Líder do segmento de SUVs compactos traz importantes novidades mecânicas e visuais para se destacar

01/11/2018 - João Brigato / Fotos: João Brigato / Fonte: iCarros

Lançado em 2015 e com mais de 190 mil unidades vendidas no Brasil, o Honda HR-V é o líder do segmento de SUVs compactos no Brasil. No entanto, o forte avanço de Nissan Kicks e Hyundai Creta pode mudar esse cenário até o final do ano. Nos últimos meses, o Honda tem ficado atrás até mesmo do Renegade. Chegou, portanto, a hora de mudar.

Leia mais:
Renegade 2019: novo visual, menos versões. Parte de R$ 78.490
Antes e depois: o que mudou no Honda HR-V 2019?
Honda HR-V 2019 agora só CVT a partir de R$ 92.500

O Honda HR-V foi apresentado ao público brasileiro em 2014 durante o Salão de São Paulo em 2018, repetindo a mesma estratégia aplicada pela Jeep que mostrou o Renegade reestilizado no início deste mês. Agora sem a versão manual, o Honda HR-V custa entre R$ 92.500 e R$ 108.500, começando com preço acima de seus rivais que têm versões na faixa dos R$ 80 mil – a mais disputada do mercado de SUVs.

Confira aqui ofertas de Honda HR-V

A nova configuração faz com que o Honda HR-V LX, variante de entrada do SUV, dispute com as intermediárias de Nissan Kicks e Jeep Renegade. Se o preço ficou mais salgado, ao menos a fabricante japonesa compensa em um competente conjunto, bom acabamento e sensação de sofisticação.

O interior praticamente não mudou, e isso não é nada ruim, já que o acabamento do SUV sempre foi referência no segmento. Ele passou por alterações visíveis somente no console central, agora black piano. Os bancos também são novos, com maior suporte lateral e para as pernas, além de couro perfurado na parte interna. São mudanças sutis, mas que fizeram uma grande diferença, deixando viagens longas menos cansativas e com garantia de não ter dores nas costas.

Simule as parcelas do seu novo carro

Toda lateral da porta é forrada em couro ou de tecido, sempre combinando com o revestimento usado nos bancos. Além disso, há uma faixa de couro no painel que ajuda na sensação de elegância. O console alto traz esportividade para a cabine do SUV e combina com seu design esportivo e refinado. O que não é tão refinado assim é a central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay, disponível apenas para a versão EXL. Ela tem gráficos um pouco datados e botões pequenos na lateral. Não que ela seja ruim, mas a concorrência traz sistemas mais avançados.

Ao volante, o novo HR-V está se comportando melhor que o antecessor. O motor 1.8 quatro cilindros flex de 140 cv e 17,7 kgfm de torque com etanol é o mesmo de antes, no entanto, a transmissão CVT passou por alterações. Segundo a Honda, foram feitas mudanças na programação, fazendo com que as acelerações fiquem mais lineares. Na prática, o HR-V não eleva mais excessivamente a aceleração ao sair de lombadas ou arrancar em semáforos.

O funcionamento do conjunto é bastante suave, priorizando sempre rotações mais baixas para economizar combustível – até mesmo um aro luminoso no painel ajuda nessa condução mais econômica, ficando verde quando o motorista gasta menos combustível. Apesar de ter sete marchas simuladas divulgadas pela Honda, a transmissão trabalha como um CVT comum no modo automático, sem simular verdadeiramente as trocas como faz o CVT da Toyota, por exemplo. No modo manual, controlado pelas borboletas atrás do volante, a simulação é presente.

Por priorizar a melhor rotação para a performance pedida pelo motorista, o câmbio CVT age rápido em ultrapassagens. Não falta fôlego ao HR-V para ganhar velocidade, ainda que nos primeiros segundos o motor grite (por conta da rotação alta) antes de disparar. Tanto na cidade, quanto na estrada, o SUV compacto da Honda se destaca pela esperteza e rapidez de seu conjunto.

Outro ponto que conta a favor de sua percepção de conforto está na suspensão retrabalhada. O HR-V 2019 recebeu stop-hidráulico em sua suspensão, tornando a absorção de impacto seja mais eficiente, além de não evitar barulhos e impactos de fim de curso. Nas curvas de alta velocidade, o HR-V rola um pouco mais do que antes, mas ainda assim tem bom comportamento.

O isolamento acústico também foi algo retrabalhado pela Honda – destaque para a versão EXL que traz revestimento extra nas portas, porta-malas e assoalho. O resultado é uma cabine mais silenciosa e acusticamente isolada. As vibrações do conjunto mecânico também foram atenuadas, fazendo com que o SUV compacto pareça desligado quando está parado, um elogio à suavidade do conjunto e o silêncio à bordo. 

Conclusão

Com mudanças que vão além da estética, o Honda HR-V 2019 continua a honrar sua boa fama entre os SUVs compactos. Ele entrega um conjunto competente, bom acabamento e itens de série coerentes com sua categoria (apesar de não ter sensor de ré nem como item opcional). O preço elevado pesou na conta do novo modelo, mas essa já era uma característica que ele possuía antes e nunca foi impessilho para vender bem. Resta saber se essas serão mudanças suficientes para mantê-lo na liderança entre os SUVs compactos, mas o potencial para isso ficou bem claro. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro