Lexus UX: o barato do pequeno SUV híbrido de luxo| Avaliação

Por muitos anos, um carro híbrido foi associado a visual estranho e condução tediosa, algo que o Lexus UX não é

11/09/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Quando os primeiros carros híbridos surgiram, as marcas faziam questão de deixá-los o mais esquisito possível. Não era uma questão de querer ter um carro híbrido, era preciso mostrar ao mundo que você era ecologicamente correto. Os tempos mudaram e o Lexus UX 250h prova isso.

Tipo hatch

Claro que como um Lexus, o UX tem suas esquisitices. Ele foi feito para chamar a atenção: tem grade frontal gigantesca e linhas fortes por toda carroceria. Não da para negar a quantidade cavalar de personalidade que o SUV tem. Confesso que demorou um tempo até me acostumar com seu estilo e apreciar suas linhas.

Testado na versão topo de linha F-Sport de R$ 214.490, o Lexus UX traz para-choques esportivos, rodas maiores e detalhes em cromo fumê. O porte é próximo ao de um hatch médo (4,49 m de comprimento, 1,84 m de largura e 1,52 m de altura), apesar de a Lexus o chamar de SUV. A estratégia é a mesma da Mercedes-Benz com o GLA.

A lanterna traseira conectada por uma larga faixa de LED é chamativa. Há ainda pequenas barbatanas aerodinâmicas na parte superior, que ajudam a direcionar o ar e diminuir o consumo do UX. O porta-malas é pequeno, carrega 234 litros. Ao menos tem abertura elétrica, carpete de muita qualidade e um prático alçapão.

Presente e passado

A cabine do Lexus UX mostra cuidado com os materiais. Há couro de qualidade e revestimentos macios ao toque, além de plásticos texturizados em pontos estratégicos. O painel de instrumentos é totalmente digital e conta com um aro que se move dependendo da função executada – um charme à parte.

Veja aqui ofertas de carros da Lexus na sua cidade

No alto do painel fica a central multimídia e um relógio analógico, mostrando o lado conservador da Lexus. A tela tem boa definição e menus claros, mas não está à altura da modernidade que o UX exala. Ela não é sensível ao toque, sendo preciso operá-la por um mousepad no console central, que nem sempre é preciso, vale dizer.

O Lexus UX não traz Android Auto ou Apple CarPlay. Há sistema Miracast de espelhamento do celular, mas o SUV se recusa a exibir as imagens do aparelho na central multimídia quando está em movimento. A presença de tv digital integrada não compensa a derrapada, até porque ela também fica desativada ao rodar. 

Faz falta também piloto automático adaptativo e sistema de manutenção em faixa, presentes nas versões Altis do novo Toyota Corolla 2020. O UX na versão F-Sport traz ar-condicionado digital de duas zonas, bancos elétricos com aquecimento e head-up display como compensações. 

Tendo o conforto como palavra de ordem, o Lexus UX vem com bancos extremamente confortáveis com couro perfurado com detalhes vermelhos (versão F-Sport). As abas laterais generosas garantem suporte mais do que adequado. Um contrasate com a traseira onde espaço é apertado e as portas têm acabamento de plástico duro.

Híbrido não é sem graça

Tal qual o Toyota Corolla 2020, o Lexus UX é híbrido. O conjunto é composto pelo 2.0 quatro cilindros aspirado combinado a dois motores elétricos. A potência total é de 178 cv, mas o torque combinado não é divulgado pois os motores atingem o pico de força em momentos diferentes. O gasolina tem torque máximo de 20,8 kgfm.

Atrelado a uma transmissão CVT, o Lexus UX prima pela economia de combustível em detrimento da performance. Ele tem força suficiente e anda bem, mas sem emoção. A cabine é bem isolada e o CVT segura a rotação do motor no pico de torque quando o pedal do acelerador é acionado no limite.

Simule as parcelas do seu próximo carro aqui

Deixando claras suas intensões, o Lexus UX se revela confortável e suave, privilegiando o uso dos motores elétricos na maioria das situações. Basta tirar o pé do acelerador para que ele se movimente apenas com energia, usando a inércia para carregar as baterias. Não traz a emoção de um hatch médio turbinado ou que insinua a sigla F-Sport que ele carrega.

Isso se deve ao direcionamento do Lexus UX: ecologicamente correto, ele quer conquistar pelo consumo de combustível baixo e pelo conforto. Nos testes ele marcou facilmente 13 km/l na cidade. A direção é bastante anestesiada e a suspensão macia reforçam esse posicionamento. Em curvas, ele tende a rolar bastante e ter a traseira um tanto quanto oscilante em velocidades mais altas. 

Com1.540 kg, o Lexus UX é pesado e se faz sentir. Ele tem cavalaria suficiente para dar conta de toda sua massa, além disso a distribuição das baterias na parte baixa da carroceria tentam atenuar essa sensação. O rodar é sólido e firme, deixando claro que alí você pagou a mais por um carro verdadeiramente de luxo.

Silencioso, você só sabe que o Lexus UX está ligado pois a luz Ready aparece no painel de instrumentos. Há borboletas atrás do volante e promessa (não cumprida) de simulação de seis marchas, mas estranhamente sempre que colocado no modo manual o UX está em 4ª marcha.

Conclusão

O Lexus UX é o SUV compacto híbrido mais barato do Brasil. Além disso, ele é o único modelo nessa categoria de luxo a oferecer motorização ecologicamente correta. Com design diferente de tudo que há na mesma faixa de preço, o UX 250h F-Sport é para  quem tem personalidade forte, quer luxo e gosta de se destacar na multidão.

Não oferece o desempenho de hatch médio, apesar de ter porte de um. Não tem a mesma robustez de um SUV compacto, apesar de a Lexus o tratar como. Nem é tão tecnológico quanto seu sistema híbrido o faz crer. O agravante é ver que Corolla e RAV4 também são híbridos, custam menos e trazem equipamentos mais relevantes que o Lexus UX 250h F-Sport.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro