7 carros vendidos no Brasil que usavam luzes de outro carro

Aproveitamento de peças é comum na indústria, mas faróis e lanternas compartilhados é um outro nível

11/06/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Economizar custos é importante na indústria automotiva. Assim, não é nada comum ver um carro com peças do interior de outro, ou até um mesmo volante usado por todos os carros da mesma fabricante, como faz a Volkswagen. No entanto, alguns modelos vão além no compartilhamento.

Leia mais:
Fiat Doblò perde 2 versões: continua mais caro que Renegade
JAC anuncia T60 rival do Compass e versão elétrica SUV do J2
Fiat finalmente terá SUVs no Brasil – Jeep aumentará linha

Lanternas e faróis são itens muito importantes na construção do design de um modelo, ditando sua personalidade e servindo como elementos marcantes. Porém, os sete modelos listados aqui, pegaram emprestado faróis ou lanternas de outros carros. Mas nem sempre o resultado ficou bom.

Fiat Croma com farol de Bravo

Quando a Fiat decidiu que voltaria ao segmento de modelos de luxo em 2005, apostou em uma perua. Resgatando o nome Croma usado em um sedã de 1985, a Fiat Croma usava plataforma de Opel Vectra, mas recebeu faróis de Bravo em 2007 quando foi reestilizada.

Mitsubishi Pajero TR4 com farol de Airtrek

Em 2010, quando o Pajero TR4 já completava três anos de aposentadoria no Japão, a Mitsubishi mexeu pesado em seu visual. Buscando mudar o máximo com menor custo, a marca recorreu aos faróis do Airtrek, descontinuado em 2008, para o facelift do TR4. E não é que o visual ficou melhor no Pajero do que no antecessor do Outlander?

Jeep Compass com faróis de Grand Cherokee

A primeira geração do Compass é um tanto quanto obscura no Brasil, já que praticamente ninguém lembra dele. Quando foi lançado, trazia dianteira desproporcional e faróis redondos. Já sob comando da FCA, o SUV médio apelou para os faróis do Grand Cherokee para conter as críticas. Poucos meses depois, o SUV grande mudou seus faróis para se distanciar do Compass.

Peugeot 207 brasileiro com faróis de 207 europeu

Apesar do nome diferente, o nosso Peugeot 207 nada mais era do que um facelift do clássico 206. Com o modelo europeu maior e mais sofisticado, coube ao nosso hatch aproveitar apenas os faróis. Os europeus gostaram tanto das mudanças que passaram a vender o hatch como 206+ por lá com o mesmo visual do modelo brasileiro.

Fiat Multilpla com faróis de Idea

Outro aproveitamento de faróis feito pela Fiat foi para conter uma polêmica. Presença garantida nas listas de carros mais feios do mundo, a Multipla era uma minivan esquisitíssima. Trocando os faróis divididos e o degrau na dianteira por um estilo mais contido, a Fiat apelou para os faróis e grade da Idea. Assim, a Multipla parecia uma Idea bolhuda.

Peugeot Hoggar com lanternas de 1007

A picape compacta Peugeot totalmente desenvolvida no Brasil era uma mistura de peças europeias. Além dos faróis do 207 europeu, ela trazia lanternas traseiras do subcompacto 1007. Ela nasceu em 2010, apenas um ano depois que o pequeno modelo com portas de minivan saiu de linha na Europa.

Fiat Fiorino com lanternas de Doblò

Enquanto os demais exemplos aproveitaram peças de carros que não foram vedidos no Brasil ou são pouco lembrados (Airtrek e Compass), a troca da Fiat foi feita em solo nacional. Doblò e Fiorino além de compartilhar a mesma função no portfólio da marca, usam a mesma lanterna traseira e em ambos as lanternas são acompanhadas de moldura plástica preta.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro