8 vezes que Toyota precisou de outra marca para fazer carros

Às vezes juntar forças é a melhor estratégia, como fez a Toyota nesses oito casos

27/03/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Dizem que a união faz a força. Prova disso é que a Toyota recorreu a diversas montadoras diferentes na hora de projetar seus carros. Quer seja porque o segmento é pouco movimentado naquele país e a Toyota precisava de um carro na categoria, ou por pura estratégia comercial.

Leia mais: 
+ Coronavírus: Toyota, VW e Ford fecharão fábricas no Brasil
+ Dez carros que causaram polêmica no lançamento no Brasil
+ Toyota Etios entra em dúvida no Brasil após morrer na Índia

Conheça agora oito casos em que a Toyota precisou de outra marca para fazer um carro:

GT 86 e BRZ

De tão emblemática que é a parceria de Toyota e Subaru para criar GT86 e BRZ, os esportivos acabaram sendo apelidados de Toyobaru. Parceiras de longa data nos key-cars, Subaru e Toyota juntaram forças para fazer um esportivo barato, com tração traseira e potência comedida. Deu tão certo que a nova geração chega em 2021.

Aygo, C1 e 107/108

A parceria entre Toyota e PSA já rendeu diversos frutos. Entre os que mais se destacam estão os irmãos Toyota Aygo, Citroën C1 e os Peugeot 107 e 108. Ao longo de duas gerações, os hatches subcompactos apresentaram interpretações diferentes para uma mesma fórmula, tal qual acontece com VW up!, Skoda Citigo e Seat Mii, seus rivais.

Supra e Z4

Quem um dia imaginaria que Toyota e BMW fariam um carro juntas? Mas em 2019 isso aconteceu e os esportivos Toyota Supra e Z4 surgiram. Diferentemente de GT86 e BRZ que mesclam bem os dois lados, o Supra não esconde que usa o mesmo motor e até o sistema operacional da central multimídia do Z4. inamicamente as diferenças são enormes.

Glanza e Baleno

Com vendas fracas na Índia e necessidade de ter um hatch compacto premium (para aquele mercado) a Toyota foi pelo caminho inverso da lógica. Ao invés de pegar o Yaris brasileiro, que tem plataforma de Etios, e produzir por lá, a japonesa preferiu pegar o líder da categoria, o Suzuki Baleno, trocar os logotipos e o nome. Foi assim que surgiu o Toyota Glanza.

ProAce, Jumpy, Vivaro e Expert

De todos os modelos presentes nessa lista de parceiros da Toyota, além do Z4 apenas mais dois deles estão presentes no Brasil e não são exatamente os da montadora japonesa. Para ampliar sua linha de utilitários na Europa a Toyota pegou os furgões Citroën Jumpy e Peugeot Expert (ambos vendidos no Brasil) e criou o ProAce. Há ainda o Opel Vivaro, ex derivado de modelos Renault.

Yaris e Mazda 2

Na mesma tocada da Índia, a Toyota descartou a versão sedã de baixo custo do Yaris. Preferiu uma receita pouco usual: pegou o Mazda 2 produzido no México, trocou a dianteira e criou o Yaris americano. A receita deu tão certo que ano passado o Yaris hatch vendido nos EUA deixou de ser Toyota e virou mais um Mazda 2 com frente trocada e nome diferente.

Matrix/Voltz e Vibe

Para fazer a ponte entre os SUVs e os hatches compactos antes da explosão do segmento de SUVs compactos no mundo, Toyota e Pontiac juntaram forças na criação de um modelo de porte médio que era um misto de minivan com SUV e hatch bombado. Como Toyota teve dois nomes: Voltz na primeira geração e Matrix na segunda que durou de 2009 a 2010. Já na Pontiac foi Vibe do nascimento até a morte da marca.

ProAce City, Berlingo, Partner e Combo

Outro modelo fruto da parceria entre PSA e Toyota é o ProAce City, versão japonesa dos irmãos Citroën Berlingo e Peugeot Partner, que ainda tem na família o Opel Combo. O quarteto é vendido em versões furgão, passageiros e variantes com entre-eixos alongado ou curto.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro