Nissan Leaf: 5 coisas que você precisa saber sobre o carro

Já disponível em pré-venda no Brasil, modelo traz vantagens na comparação com um veículo de combustão interna.

06/12/2018 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Você leu aqui no iCarros: a Nissan vai começar a entregar as primeiras unidades do elétrico Leaf no Brasil já em 2019. O lançamento foi confirmado durante Salão do Automóvel de São Paulo, que ocorreu em novembro, e o modelo já pode ser reservado por aqui em regime de pré-venda. Separamos cinco coisas importantes que você precisa saber sobre o Nissan Leaf.

Leia mais:
Nissan Frontier começa a crescer entre picapes mais vendidas
Gol, Kwid e Spin disparam entre os mais vendidos de novembro
Creta é novo líder, HR-V despenca e C4 Cactus ganha espaço

1) É bem mais rápido e forte do que você imagina
Apesar de o motor elétrico do Leaf desenvolver 149 cv de potência, algo como os motores 1.4 turbo da VW, o que importa mesmo é o torque de 32,6 kgfm. O número do motor 1.4 citado é de menos de 26 kgfm, mesmo turbinado.

Assim, mesmo tendo um peso maior que o de um carro convencional por conta do conjunto de baterias, o Nissan Leaf consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos.

Veja ofertas de modelos Nissan perto de você

2) Dá menos manutenção que o seu carro atual
Um motor elétrico tem apenas uma parte móvel: o próprio eixo que envia força para o câmbio, que por si só tem apenas uma marcha e a ré é feita invertendo-se a polaridade do motor.

Com um Nissan Leaf, ou qualquer carro elétrico, você ainda vai lidar com manutenção de freios e suspensões, mas toda a parte mecânica de motor e câmbio vai virar uma dor de cabeça do passado.

Saiba antes quanto gastará com as parcelas

3) Andando em um pé só

Como ocorre em alguns carros elétricos, o motorista pode modular o quanto ele quer de regeneração de energia em frenagens. No Leaf, essa regeneração pode ser tão forte que causa um efeito de frenagem similar ao que ocorre em situações de trânsito do dia a dia.

Claro que em situações de emergência o freio convencional ainda é exigido, mas para andar tranquilamente, pode-se dirigir modulando apenas o acelerador.

4) Autonomia convencional
Com as baterias cheias, o Leaf tem autonomia declarada de 389 km. É similar de um carro popular convencional rodando com etanol.

5) Custa quase tanto quanto um VW Tiguan top
Custando R$ 178.400, toda essa nova tecnologia tem um preço e não é necessariamente barato. Um VW Tiguan R-Line 2.0 turbo, por exemplo, custa R$ 179.990.
 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro