Vectra, Kicks e 207: 10 carros diferentes com nomes iguais

Conheça alguns casos de modelos distintos de automóveis que receberam uma nomenclatura em comum dos fabricantes

26/11/2020 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

A escolha do nome para um novo modelo de carro é um movimento calculado, que leva em consideração vários fatores que podem incluir desde a história da marca e seu país de origem até a mensagem que a empresa pretende passar com determinado veículo.

Mas apesar de ser uma decisão estudada pelas cabeças dos departamentos de marketing das montadoras, ocasionalmente acontece de alguns nomes serem repetidos em carros que, embora sejam de um mesmo fabricante, pouco ou nada tenham a ver um com o outro.

Confira na lista abaixo alguns exemplos de modelos que se encaixam nesses casos:

Chevrolet Vectra (Brasil) e Chevrolet Vectra (Europa)

No mercado brasileiro, as duas primeiras gerações do Vectra repetiam o visual do carro vendido na Europa e fizeram bastante sucesso entre o final dos anos 1990 e o início dos anos 2000.

O problema apareceu quando chegou a vez de renovar o modelo. O Vectra europeu de terceira geração se tornou um carro maior e mais sofisticado. Por esse motivo, a filial brasileira da Chevrolet optou por substituí-lo por um sedã derivado do Astra, que além do nome já não tinha quase mais nada em comum com o carro da Europa.

Ford Courier (Brasil) e Ford Courier (África do Sul)

O nome Ford Courier foi utilizado no Brasil para o batismo da picape leve da marca do oval, que era construída sobre a base do Fiesta brasileiro de primeira geração.

Mas na mesma época, o nome era utilizado em mercados como a Austrália e África do Sul em uma variação da Ford para a picape Mazda B-Series, que por sua vez era derivada do projeto da Ford Ranger da mesma época...

Nissan Kicks (Brasil) e Nissan Kicks (Índia)

Projetado para atender inicialmente ao mercado brasileiro, o SUV compacto Nissan Kicks acabou ganhando o mundo e hoje é comercializado também em mercados como o México e a Tailândia.

Em comum, todos esses carros utilizam uma variação modernizada da base do March. Menos na Índia, onde a filial local da Nissan optou por criar uma solução local. O Kicks de lá é um carro maior, que apenas lembra o modelo brasileiro e é feito sobre a base do Renault Duster.

Peugeot 207 (Brasil) e Peugeot 207 (Europa)

Apresentado em 2006 na Europa, o Peugeot 207 apareceu no mercado com o objetivo de substituir o bem-sucedido 206, que na mesma época também era produzido no Brasil, na fábrica de Porto Real (RJ).

Mas por aqui, a marca francesa optou apenas por lançar uma reestilização do 206 com elementos do modelo mais novo. Em tempo: esse 207 "brasileiro" chegou a ser produzido também na França, mas com o nome de 206 Plus.

Volkswagen Pointer (Brasil) e Volkswagen Pointer (Rússia)

O Volkswagen Pointer original surgiu em 1994, como uma variação hatch para a marca alemã do Ford Escort. Reflexo dos tempos da Autolatina, quando as duas empresas tinham uma operação conjunta na América Latina.

Por aqui, o modelo acabou não fazendo tanto sucesso e morreu com o fim da Autolatina, em 1996. Mas o seu nome acabou sendo reaproveitado nos carros da família Gol que eram exportados para países como o México e a Rússia. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.