Faixa de Preço KBB™
O Preço KBB™ se baseia no preço sugerido pelas fabricantes + preço dos revendedores + condições de mercado. Essa combinação de dados passa ainda por uma equipe de analistas e gera o preço certo que você pode pagar por um carro novo, para que você possa ter maior confiança e fazer o melhor negócio. Saiba mais
Kbb
Sobre Fiat Uno
Linha 2018
O Uno passa a trazer monitoramento de pressão dos pneus em todas as versões. Além disso, as configurações automatizadas agora adotam o nome GSR, como já acontece no Mobi, substituindo a nomenclatura anterior Dualogic. Já a opção de entrada, antes Attractive, agora se chama Drive. 
Por baixo do capô
Desde a linha 2017, o Uno ganhou uma nova família de motores chamada Firefly e composta por um 1.0 6V de três cilindros e um 1.3 8V de quatro cilindros, ambos aspirados. O  motor 1.0 6V tricilíndrico entrega 77 cv com etanol e 72 cv com gasolina, com torque máximo de 10,9 kgfm e 10,4 kfgm na mesma ordem. Já o 1.3 8V rende 109 cv de potência com etanol e 101 com gasolina. Já os dados de torque são 14,2 kgfm e 13,7 kfgm, respectivamente. O câmbio pode ser manual ou automatizado, ambos de cinco marchas. O automatizado - antes batizado de Dualogic e agora chamado de GSR - exibe botões no lugar da alavanca. O 1.0 e o 1.4 Fire EVO foram aposentados. 
Mais do Uno
Recebendo apenas uma leve alteração visual na dianteira, sem os característicos quadrados na grade, as dimensões do Uno seguem iguais, com 3,82 m de comprimento, 1,63 m de largura, 1,48 m de altura e 2,37 m de entre-eixos. O porta-malas também manteve a capacidade de 290 litros. Já o peso aumentou: entre 1.010 kg (Attractive) e 1.055 kg (Sporting Dualogic) frente aos 955 kg e 1.023 kg do modelo anterior nas mesmas versões. A Fiat diz que a nova família de motores está 7 kg mais leve. 
Oferecido apenas com carroceria quatro portas, o Uno possui três versões de acabamento (Drive, Way e Sporting). A Drive, aliás, substitui a anterior Attractive como opção de entrada. A versão Evolution saiu do catálogo. Desde a básica, o Uno traz de série direção elétrica, ar-condicionado, computador de bordo, travas e vidros dianteiros elétricos, volante com regulagem de altura, faróis de neblina, indicador de trocas de marcha, predisposição para rádio e rodas de aço de 14 polegadas. Todas as versões 1.3 acrescentam sistema Start/Stop, enquanto as GSR incluem assistente de partida em rampa, controle de estabilidade e de tração e borboletas atrás do volante.
Passado
O nome Uno é utilizado pela Fiat no Brasil desde 1984, quando a primeira geração do modelo começou a ser oferecida por aqui. Facilmente reconhecido por suas linhas retas e quadradas, era chamado de “botinha ortopédica” e a marca utilizou isso como uma das ideias para a segunda geração que chegou em 2010. O modelo também tinha a missão de aposentar seu antecessor, mas isso só ocorreu no final de 2013 quando, por não poder oferecer airbags e ABS, a primeira geração (o Mille) foi descontinuada. O hatch sofreu uma reestilização em setembro de 2014, ganhando mudanças visuais e a tecnologia Start/Stop. Houve outra novamente em meados de 2016, com a inclusão dos motores 1.0 e 1.3 Firefly.
publicidade
Opinião do dono
8,5
Avaliação Geral
10 avaliações
9,2
Manutenção
Melhor nota
7,9
Performance
Pior nota
publicidade
publicidade