Jetta 2012: um peso, duas medidas

Sedã médio disponível em duas versões bem distintas promete mexer o segmento a partir do mês que vem

25/03/2011 - Anelisa Lopes, de Mogi das Cruzes (SP) / Fonte: iCarros

 
 
  • 1 | 5

Diante das 2.176 unidades do Jetta vendidas em 2010, chegar a 20 mil neste ano parece soar ambicioso. Na verdade, levando-se em conta que, na matemática da linha 2012 do sedã médio um são dois, a meta se torna até um pouco tímida. Isso porque, a partir de abril, o sedã estará disponível para venda em duas versões bem distintas, que concorrem em segmentos diferentes em função do preço e do nível de equipamentos: a Comfortline, a partir de R$ 65.755, e a Highline por R$ 89.520.

O Jetta Comfortline, equipado com motor de 2,0 litros 8v bicombustível (oferta de transmissão manual ou automática), entra no lugar do Bora e veio para buscar seu lugar em meio ao Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Vectra. Sai de fábrica com quatro airbags, freios ABS, rodas de liga leve de 16", sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, farois de neblina, CD player com MP3, bluetooth, direção hidráulica e trio elétrico.

Já o Highline, servido pelo bloco de 2,0 litros turbo e pela transmissão automática DSG de seis velocidades, agrega mais dois airbags, piloto automático, ar-condicionado de duas zonas, controle de estabilidade, rodas de 17", sensor de chuva e de farois, além de direção hidráulica com assistência progressiva. Neste patamar, dividirá espaço com Ford Fusion e Honda Accord, mesmo tendo a carroceria menor frente aos concorrentes (4,64 metros). "Existe sim a possibilidade de a versão Highline roubar um pouco de espaço do próprio Passat", disse o gerente de marketing da VW Henrique Sampaio.

Reformulação visual e mudança mecânica

O desenho externo do Jetta 2012 foi baseado em linhas retas e horizontais, com a finalidade de aparentar mais robustez. No resultado, ficou com uma aparência robótica já percebida em outros carros da linha, como o próprio Fox, mas manteve sua atratividade. Para ambas opções, a carroceria é a mesma, com igual capacidade no porta-malas, 510 litros. Em relação ao modelo anterior, o Jetta 2012 ganhou 7 cm a mais no espaço interno e está 30 quilos mais leve.

No interior, alguma semelhança com a Audi e outros modelos mais populares da linha VW não é mera coincidência. O grupo aposta na uniformização para ser um dos pilares no corte de custos. No caso do Jetta, o acabamento semelhante entre as versões mais barata e mais cara (com exceção de alguns acessórios e do revestimento de couro), pode decepcionar um pouco quem busca a topo de linha, levando-se em conta que há uma boa diferença de preço entre as duas.

O motor de 2,0 litro flex do Jetta 2012 já equipa outros Volkswagen. Com potência máxima de 120 cv e torque de 18,4 mkgf, pode ser associado a um câmbio manual de cinco velocidades ou automático DSG (dupla embreagem) de seis marchas. Com a primeira opção de caixa, o sedã embala a partir dos 3.500 giros. As retomadas de velocidade, mesmo quando o carro está em marchas mais altas, são satisfatórias.

O upgrade na linha fica limitado, porém, aos mais de R$ 20 mil que separam as duas versões. Com um motor TSI de 200 cv de potência e 28,5 mkgf de torque ficou fácil vencer a serra que divide o litoral norte da cidade de Mogi das Cruzes durante o teste drive. A força máxima aparece bem antes, perto das 2.000 rotações, e o sistema de dupla embreagem que deixa a próxima marcha pré-engatada, evitando a perda de força entre as mudanças de velocidade. Se a ideia é chegar mais rápido, a tecla sport (troca as marchas no limite do giro) e as borboletas atrás do volante cumprem a missão.

Um ano à frente - na linha 2012, o Jetta Comfortline passa a substituir o Bora, enquanto o Highline entra no lugar do modelo antecessor, que era equipado com motor de 2,5 litros a gasolina. A conta da VW para o lançamento fica em 70% das vendas para a versão Comfortline, sendo 80% delas para a versão automática. O Jetta Variant permanece nas lojas, mas como modelo 2011, sem quaisquer alterações.

Além do novo sedã médio, a montadora mostrou mais duas versões para o Fox 2012, chamadas de Black e Silver, e a opção I-Trend para o Voyage. Neste ano, ainda chegarão ao mercado o novo Passat e a picape Amarok com cabine simples.

Viagem feita a convite da Volkswagen

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

publicidade