Faixa de Preço KBB™
O Preço KBB™ se baseia no preço sugerido pelas fabricantes + preço dos revendedores + condições de mercado. Essa combinação de dados passa ainda por uma equipe de analistas e gera o preço certo que você pode pagar por um carro novo, para que você possa ter maior confiança e fazer o melhor negócio. Saiba mais
Kbb
Sobre Renault Sandero
O hatch ganhou uma nova família de motores batizada de SCe, composta por propulsores 1.0 12V de três cilindros e 1.6 16V de quatro cilindros. Não há alterações no visual, nem equipamentos nem no acabamento interno.
Por baixo do capô
O Sandero agora possui motor 1.0 12V tricilíndrico flex que entrega 82 cv de potência e 10,5 kgfm de torque com etanol a 3.500 rpm, mas 90% dessa força já está disponível a partir de 2.000 rpm. Com gasolina, os números são respectivamente 79 cv e 10,2 kgfm. Com esse propulsor, a única opção de câmbio é manual de cinco marchas. Ele possui comando de válvulas variável na admissão e no escape.
Há ainda o novo 1.6 16V flex que rende 118 cv com etanol e 115 cv com gasolina, ambos a 5.500 rpm. O torque é de 16 kgfm a 4.000 rpm com qualquer um dos combustíveis. Nesse caso, o comando de válvulas é variável apenas na admissão. Com o motor 1.6 a transmissão pode ser manual ou automatizada Easy'R, ambas de cinco velocidades. Ambos ainda possuem o tanquinho auxiliar de partida a frio.
Ainda existem versões com a motorização anterior 1.6 8V flex de 106 cv (etanol) e 98 cv (gasolina). O catálogo do Sandero conta ainda com a versão esportiva RS - introduzida na linha 2016 - que traz propulsor 2.0 16V flex de 150 cv (etanol), capaz de fazê-lo acelerar de 0 a 100 km/h em 8 segundos e chegar à velocidade máxima a 202 km/h. Nessa versão, a transmissão é manual de seis marchas.
Mais do Sandero
Derivado da plataforma do Dacia (marca romena subsidiária da Renault) Logan europeu, o Sandero tem a mesma proposta do sedã: entregar espaço de carro médio a preço de compacto. Dando suporte a isso, o carro mede 4,06 m de comprimento, 1,73 m de largura, 1,53 m de altura e tem 2,59 m de entre-eixos. O porta-malas comporta 320 litros.
Baseado na versão topo de linha Dynamique, o Sandero GT Line se diferencia por trazer para-choques remodelados, rodas aro 16, saias laterais e difusor de ar sobre a tampa do porta-malas. Por dentro, o hatch ganhou detalhes exclusivos na cor azul e novo revestimento dos bancos. Já o esportivo RS conta com visual mais agressivo, reforçando seu apelo invocado com um sistema com três modos de condução (Normal, Sport e Sport+), que alteram a resposta do acelerador, o mapeamento da injeção eletrônica e o barulho do motor. 
Passado
Primeiro carro mundial da Renault produzido fora da Europa, o Sandero, derivado da mesma plataforma do Logan, foi desenvolvido em conjunto por técnicos franceses e pelo Centro de Engenharia América, situado em São José dos Pinhais (PR). Ele foi lançado no Brasil no final de 2007. Na linha 2013, o modelo ganhou como principal novidade o propulsor 1.6 8V flex e, para o modelo 2015, o hatch recebeu sua primeira grande alteração com a chegada de uma nova geração - segundo a Renault, cerca de 80% do carro é novo. Em setembro de 2015 foram lançadas as versões RS e GT Line, ampliando o portfólio do hatch. Em dezembro do ano seguinte, o Sandero passou a ser vendido com a nova família de motores SCe (1.0 tricilíndrico e 1.6). 
publicidade
Opinião do dono
7,7
Avaliação Geral
26 avaliações
8,7
Design
Melhor nota
7,1
Manutenção
Pior nota
publicidade
publicidade