Sobre Renault Sandero 

O hatch ganhou uma nova família de motores batizada de SCe, composta por propulsores 1.0 12V de três cilindros e 1.6 16V de quatro cilindros. Não há alterações no visual, nem equipamentos nem no acabamento interno.

Por baixo do capô

O Sandero agora possui motor 1.0 12V tricilíndrico flex que entrega 82 cv de potência e 10,5 kgfm de torque com etanol a 3.500 rpm, mas 90% dessa força já está disponível a partir de 2.000 rpm. Com gasolina, os números são respectivamente 79 cv e 10,2 kgfm. Com esse propulsor, a única opção de câmbio é manual de cinco marchas. Ele possui comando de válvulas variável na admissão e no escape.

Há ainda o novo 1.6 16V flex que rende 118 cv com etanol e 115 cv com gasolina, ambos a 5.500 rpm. O torque é de 16 kgfm a 4.000 rpm com qualquer um dos combustíveis. Nesse caso, o comando de válvulas é variável apenas na admissão. Com o motor 1.6 a transmissão pode ser manual ou automatizada Easy'R, ambas de cinco velocidades. Ambos ainda possuem o tanquinho auxiliar de partida a frio.

Ainda existem versões com a motorização anterior 1.6 8V flex de 106 cv (etanol) e 98 cv (gasolina). O catálogo do Sandero conta ainda com a versão esportiva RS - introduzida na linha 2016 - que traz propulsor 2.0 16V flex de 150 cv (etanol), capaz de fazê-lo acelerar de 0 a 100 km/h em 8 segundos e chegar à velocidade máxima a 202 km/h. Nessa versão, a transmissão é manual de seis marchas.

Mais do Sandero

Derivado da plataforma do Dacia (marca romena subsidiária da Renault) Logan europeu, o Sandero tem a mesma proposta do sedã: entregar espaço de carro médio a preço de compacto. Dando suporte a isso, o carro mede 4,06 m de comprimento, 1,73 m de largura, 1,53 m de altura e tem 2,59 m de entre-eixos. O porta-malas comporta 320 litros.

Baseado na versão topo de linha Dynamique, o Sandero GT Line se diferencia por trazer para-choques remodelados, rodas aro 16, saias laterais e difusor de ar sobre a tampa do porta-malas. Por dentro, o hatch ganhou detalhes exclusivos na cor azul e novo revestimento dos bancos. Já o esportivo RS conta com visual mais agressivo, reforçando seu apelo invocado com um sistema com três modos de condução (Normal, Sport e Sport+), que alteram a resposta do acelerador, o mapeamento da injeção eletrônica e o barulho do motor. 

Passado

Primeiro carro mundial da Renault produzido fora da Europa, o Sandero, derivado da mesma plataforma do Logan, foi desenvolvido em conjunto por técnicos franceses e pelo Centro de Engenharia América, situado em São José dos Pinhais (PR). Ele foi lançado no Brasil no final de 2007. Na linha 2013, o modelo ganhou como principal novidade o propulsor 1.6 8V flex e, para o modelo 2015, o hatch recebeu sua primeira grande alteração com a chegada de uma nova geração - segundo a Renault, cerca de 80% do carro é novo. Em setembro de 2015 foram lançadas as versões RS e GT Line, ampliando o portfólio do hatch. Em dezembro do ano seguinte, o Sandero passou a ser vendido com a nova família de motores SCe (1.0 tricilíndrico e 1.6). 

Itaú

Simule o financiamento

Veja o valor da parcela do seu próximo carro, online e sem compromisso. Simular financiamento

Opinião do dono

9,7

gostei dele

Jose Gabriel em 02/09/2016
Sandero Dynamique 1.6 16V SCe (Flex) 2017
 
Pontos positivos

tudu completo

 
Pontos negativos

nenhum

 
Comentários

eu quero tudo completo

Essa opinião foi útil pra você?
8,9

Otimo carro

Luiz em 20/12/2016
Sandero GT Line 1.6 16V SCe (Flex) 2017
 
Pontos positivos

carro muito bom , confortavel , boa dirigibilidade , baixo consumo 13 km/l , muito bonito , anda bem .

 
Pontos negativos

precisa melhorar a retomada , demora um pouco .

Essa opinião foi útil pra você?
8,1

Dependendo do perfil do motorista, é um bom carro mas merece umas melhorias.

Edilincon Albuquerque em 05/11/2016
Sandero Expression 1.6 16V SCe (Flex) 2017
 
Pontos positivos

espaço interno, porta-malas, design, som, midia nav, ar-condicionado, acabamento.

 
Pontos negativos

direção hidráulica um pouco dura, retomadas na mudança de marcha muito lentas, barulho do motor na cabine após 3000 rpm incomoda!

 
Comentários

pra mim acho que ainda foi um ótimo custo-benefício em relação aos concorrentes pois comprei a versão completa por r$ 45 mil. no entanto, confesso que esperava mais da renault, acho que tem muito a melhorar. pra quem procura robustez e agilidade eu não recomendo!

Essa opinião foi útil pra você?

publicidade

publicidade

Outros anos de Renault Sandero

Outros anos Faixa de Preço Ofertas
2017 De R$ 42.400 a R$ 62.500 ver ofertas
2016 De R$ 31.719 a R$ 51.708 ver ofertas
2015 De R$ 29.817 a R$ 40.060 ver ofertas
2014 De R$ 25.387 a R$ 32.565 ver ofertas
2013 De R$ 22.209 a R$ 28.808 ver ofertas
2012 De R$ 21.052 a R$ 27.527 ver ofertas
2011 De R$ 19.301 a R$ 23.624 ver ofertas
2010 De R$ 18.600 a R$ 22.880 ver ofertas
2009 De R$ 17.498 a R$ 21.437 ver ofertas
2008 De R$ 16.925 a R$ 19.787 ver ofertas