Reino Unido proibirá venda de carros à combustão em 2030

Medida foi anunciada pelo primeiro ministro Boris Johnson, incentivando produção dos elétricos pelas montadoras

23/11/2020 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

A onda de carros elétricos no mercado internacional cresce a cada dia no cenário automotivo e aos poucos isso deverá se tornar lei em diversos países. Na última semana, na Inglaterra, o primeiro ministro Boris Johnson sancionou uma lei que proibirá a venda de carros novos movidos a gasolina ou diesel a partir de 2030.

Leia mais:
+ Itaú anuncia serviço de compartilhamento de carros elétricos
+ 10 carros elétricos mais influentes da história recente
+ Como é dirigir um carro a 250 km/h na Alemanha

A medida tomada pelo governo britânico é uma tendência mundial e foi impulsionada pelos tribunais europeus no combate à poluição. O objetivo é diminuir os gases nocivos ao meio ambiente.  

Nem mesmo os carros híbridos devem seguir sendo produzidos. Eles serão proibidos em 2035, mostrando que o objetivo britânico é realmente fazer uma revolução industrial verde para tentar zerar as emissões de carbono até 2050.

Johnson foi um dos primeiros líderes de um País a ter uma atitude bem incisiva sobre o assunto. Antes disso, a Califórnia, nos EUA, se comprometeu com essa mesma proibição até 2035. A Noruega promete ser mais rígida, proibindo a venda de carros movidos à combustão interna até 2025.

+ Califórnia vai banir carros a combustão a partir de 2035

Incentivo financeiro para a produção de carros elétricos na Inglaterra

O governo britânico ofereceu cerca de £ 1,2 bilhão (R$ 8,5 bilhões) em incentivos para que essa transição seja mais suave para as empresas com o passar dos anos, modernizando o sistema elétrico do País, desde os próprios veículos até a infraestrutura dos locais públicos de carregamento das baterias.

O projeto pretende criar zonas de ar limpo pelas cidades do Reino Unido, redesenhando as ruas, melhorando os sinais de trânsito e investindo no fornecimento de energia elétrica.

Para que isso possa acontecer, o governo também anunciou o repasse de aproximadamente £140 milhões (R$ 1 bilhão) para ajudar prefeituras, que serão obrigadas a se adaptar com esse novo conceito de mobilidade reduzindo a emissão de poluentes.

Johnson informou que não pretende banir a circulação de carros à combustão, mas que essa medida ajudará na renovação de médio a longo prazo da frota em circulação no Reino Unido. A renovação será de maneira natural, segundo o estadista britânico.

Ainda sobre valores, o governo também prometeu um investimento total superior a £ 12 bilhões (R$ 86 bilhões), para modernizar todo o sistema elétrico do país, inclusive, plantando milhares de hectares de árvores e melhorando a infraestrutura de carregadores e desenvolvendo veículos elétricos. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.