Chrysler Voyager volta pelo equivalente a um T-Cross 1.4 TSI

Agora, Chrysler Pacifica será apenas para versões luxuosas, e Voyager será o nome usado para as massas

02/07/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Basicamente reduzida a uma fabricante de minivans, a Chrysler expandiu sua linha de modelos de maneira bastante astuta. Separando a Pacifica em dois modelos, a marca retornou com o clássico nome Voyager no mercado norte-americano. Visando mercado de entrada, ela custará o equivalente a um VW T-Cross Highline 1.4 TSI no Brasil.

Leia mais:
Chrysler e VW já se juntaram pelas minivans e não deu certo
Casamento entre Fiat Chrysler e Renault ainda pode acontecer
Eagle Premier: Chrysler e Renault já se uniram e deu errado

Pacifica de pobre

Com a imagem da Pacifica fortemente associada às versões luxuosas e à híbrida, a Chrysler decidiu rebatizar os modelos de entrada. Assim, as antigas variantes L e LX da Pacifica, passam a ser vendidas como Voyager. O nome foi usado pela primeira minivan da Chrysler lançada nos anos 1980 sobre a marca Plymouth.

Em relação à Pacifica, a Voyager tem para-choques mais simples, sendo o dianteiro com abertura de ar horizontalizada contínua. Na Pacifica, a peça é marcada por um friso cromado separando as aberturas de ar em três partes. Da irmã mais sofisticada, a novata também abre mão dos faróis com LEDs em favor de um conjunto mais simples.

Simule as parcelas do seu próximo carro aqui

Na cabine, a Chrysler Voyager mantém o mesmo acabamento primoroso da Pacifica, mas sem tanto requinte. Os bancos são de tecido, o volante não tem couro e a central multimídia é menor. O couro é oferecido na versão LXi, disponível somente para venda direta de frotistas.

A Voyager LXi também é a única com sistema de recolhimento de bancos Stown’n Go, de série na Pacifica. Esse aparato permite que a segunda fileira de bancos seja praticamente engolida pelo assoalho, formando uma superfície totalmente lisa.

Veja ofertas de carros da Chrysler aqui

Outra diferença da Voyager em relação à Pacifica é a motorização. A novata terá apenas motor V6 Pentastar 3.6 de 291 cv e 36,2 kgfm de torque, sem opção híbrida como há na Pacifica. A transmissão é automática de oito marchas. Os preços da Chrysler Voyager não foram anunciados, mas a atual Pacifica mais barata parte de US$ 27 mil (R$ 109 mil), equivalente a um VW T-Cross Highline 1.4 TSI no Brasil.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro