Nissan Juke: o Kicks exótico ganha nova geração e 1.0 turbo

Se o Nissan Kicks parece mundano demais, a marca japonesa tem uma alternativa bastante interessante

10/09/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Primeiro SUV compacto da história da Nissan, o Juke chegou à segunda geração na Europa. Reconhecido por seu estilo exótico, o modelo foi totalmente reformulado, mantendo sua essência e ganhando algumas linhas do Nissan Kicks, que é vendido no Brasil. Destaque para o motor 1.0 turbo que é cotado para o nosso país em modelos Renault e Nissan.

Coração Renault

Construído sobre a plataforma modular CMF-B dos novos Renault Clio e Captur 2020, a segunda geração do Nissan Juke ficou maior que a anterior. São 4,21 m de comprimento, 1,59 m de altura e 1,80 de largura. Comparando ao Kicks, o Juke novo é 8 cm mais curto, 4 cm mais largo e tem a mesma altura.

Veja aqui ofertas de Kicks na sua cidade

Debaixo do capô ele troca o motor 1.6 aspirado semelhante ao do Kicks por um novo 1.0 três cilindros turbo com 117 cv que deve ser usado na linha nacional de Renault e Nissan no Brasil. No Juke, ele pode ser atrelado à transmissão de dupla embreagem com sete marcahs ou a um novo câmbio manual com seis marchas. A Nissan promete melhor dirigibilidade graças à suspensão mais firme e chassi aprimorado.

Antes da Toro e do Cactus

Um dos primeiros carros a usar faróis divididos, o Juke mantém a tradição na nova geração. A segunda lente, que antes ficava no capô, migrou para a ponta mais alta da grade frontal. Logo abaixo são mantidos os faróis redondos, agora com elemento em Y na parte interna.

A lateral é decorada com vincos fortes e teto com efeito flutuante, replicando elementos visuais do irmão Kicks. Para a nova geração, a Nissan oferecerá rodas de liga leve de até 19 polegadas e nada menos do que 11 tipos de pinturas diferentes para a carroceria poderão ser combinadas a outras tantas opções para o teto.

Vai trocar de carro? Simule hoje as parcelas

Na traseira, o Juke trocou as lanternas estilo boomerangue por uma abordagem mais tradicional e conservadora. Ainda assim, o vidro traseiro bastante inclinado e a traseira alta dão ao modelo ares de SUV cupê. Conservadorismo é algo que não combina com o SUV compacto da Nissan.

Um toque de Kicks

Mais sofisticado que o Kicks, o novo Juke recebe boas doses de couro no painel, portas e console central. Central multimídia flutuante e saídas de ar circulares ajudam a dar um ar moderno à cabine. Apesar de parentes relativamente distantes, Kicks e Juke compartilham painel de instrumentos, volante e alguns comandos do ar-condicionado.

Vale ressaltar que países que vendem o Nissan Kicks, como Brasil, EUA e Índia, não vendem o Nissan Juke e vice-versa. A julgar pelo acabamento mais sofisticado, design ousado e perfil esportivo, o Juke poderia facilmente ser vendido como um SUV acima do Kicks no Brasil, repetindo a estratégia dobradinha que a Renault faz com Duster e Captur.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro