Audi Q8 mira nos dois extremos da Audi | Impressões

Mais caro e sofisticado SUV da Audi chega para tentar reunir o mundo dos SUVs e dos esportivos em um só lugar

16/08/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Não é segredo para ninguém que a Porsche é especialista em fazer SUVs esportivos que conseguem facilmente transitar entre esses dois mundos – três gerações do Cayenne e uma do Macan não me deixam mentir. Com o investimento pesado do grupo Volkswagen nessa categoria, surgiu uma alternativa Audi ao Cayenne, o Q8.

Situado como o SUV mais caro, sofisticado e esportivo da marca alemã, o Q8 tenta transitar entre o mundo off-road dos SUVs e as pistas que os esportivos amam. Por isso, a marca levou um grupo de jornalistas para ter o primeiro contato com seu novo SUV nos dois extremos que quer que o Q8 faça parte: uma trilha off-road e uma pista de corrida.

Q8 off-road

Colocar meio milhão de reais na terra é algo que muitos compradores do Q8 jamais vão fazer. Começando em R$ 494.990 (R$ 471.990 para as primeiras unidades) e na versão Performance, passando por R$ 531.990 (R$ 503.990 nas primeiras unidades) na Performance Black, o SUVzão da Audi pode ir além com os opcionais caros que estavam presentes Q8 no testado.

Veja aqui ofertas de carros da Audi na sua cidade

Para dar conta do off-road como um verdadeiro SUV, a Audi equipou o Q8 com suspensão pneumática capaz de elevar a carroceria em até 40 mm em relação à posição padrão ou rebaixá-lo em até 65 mm. Assim, você tem um Q8 com altura de SUV ou (quase) de esportivo, porque não é pouco para um mamute de 1,70 m de altura, 4,98 m de comprimento e 2,19 m de largura.

A tração integral quattro com sistema mecânico de gerenciamento de força ajuda o Q8 a superar terrenos difíceis sem grandes dificuldades. O que mais chamou a atenção no modelo foi como a carroceria pouco torce, não range e não faz barulhos que indicariam fragilidade mesmo em situações mais extremas.

O Q8 enfrenta trilhas de dificuldade média como um SUV que se propõe a ser, mesmo sem pneus preparados para isso. Fica a dúvida sobre a capacidade de imersão em água, algo não testado pela Audi durante o test-drive.

Um aparato que se mostrou bastante preciso no Audi Q8 foi o sistema de auxilio em decida, que regula o freio sozinho para ajudar o SUV a não escorregar. Ângulos de entrada e saída generosos por conta da suspensão elevada ajudam a contribuir com o off-road, mesmo na versão Performance Black que traz para-choques esportivos do kit S-Line.

Q8 na pista

Suspensão baixa, modo de condução em Sport e o Audi Q8 está pronto para a pista. São 340 cv e 51 kgfm de torque providos pelo mesmo V6 3.0 do Porsche Cayenne de entrada. A diferença no Audi é que há um sistema híbrido leve que permite funções de roda livre além de ajudar a economizar combustível reduzindo esforço do motor.

O câmbio Tiptronic de oito marchas é o mesmo do Porsche, incluindo seu comportamento suave com trocas pouco sentidas e rapidez na operação, mesmo com o pé em baixo. Segundo a Audi, o Q8 atinge os 100 km/h em 5,9 segundos. É o suficiente para fazer o corpo colar nos bancos e os passageiros arregalarem os olhos, mas o peso de mamute do Q8 se faz sentir.

Simule as parcelas do seu próximo carro aqui

Com suas proporções generosas, o SUVzão da Audi não parece tão grande assim em uma pista sinuosa. A carroceria se comporta bem em curvas de alta velocidade e apresenta agilidade na maior parte das situações. A transferência de peso é atenuada pelo bom trabalho da suspensão five-link com braços em alumínio.

Em suma, o Q8 não tem tocada de um Audi RS, mas não faz feio frente a modelos com proposta esportiva. Só que assim com a trilha off-road, a pista de corridas será um local que pouquíssimos Q8 voltarão a frequentar. Ao menos há certeza de diversão em uma estrada sinuosa e garantia de que ele sobreviverá à caminhos tortuosos sem asfalto.

Q8 no seu habitat natural

Ainda não pudemos rodar com o Q8 na cidade e estrada, ambientes em que ele deve se sentir mais confortável, mas há alguns truques que dão a entender que a vida por lá será fácil. O espaço interno, por exemplo, é mais do que farto. Há espaço para os joelhos de todos, mesmo passageiros de motoristas altos. Até o teto mais baixo não prejudicou a área da cabeça.

O porta-malas de 605 litros com abertura elétrica é enorme. Não tem muita altura, apostando na profundidade para abrigar carga. Com bancos deitados, ele é capaz de levar até 1.755 litros de bagagem. É coisa para caramba. O acabamento é irrepreensível, com qualidade em cada centímetro que a mão pode tocar, ressaltado por materiais macios ao toque e visual futurista. 

Destaque tecnológico do Q8 vai para a central multimídia dupla com telas sensíveis ao toque. As duas metades trazem tecnologia de sensação física de botões, ou seja, não basta apenas tocar na tela como no celular, é preciso apertá-la como certa força um botão de verdade. Há mais precisão nos movimentos assim, mesmo em movimentos de arrastar. 

Conclusão

O Audi Q8 ainda precisa se provar na cidade e estrada para mostrar o que é capaz de fazer em uso regular. No entanto, suas credenciais na pista de corrida e nas trilhas off-road foram comprovadas, mostrando que ele é capaz de circular por dois extremos. O preço é alto sim, mas cada canto em que você encosta percebe que há R$ 500 mil de carro, seja em tecnologia, acabamento sofisticado ou condução prazerosa.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro