10 curiosidades e fatos sobre piloto automático

Um dos itens de conforto mais requisitados pelos motoristas também tem uma curiosa história

29/06/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Item cada vez mais presente nos carros vendidos no Brasil, desde o modelo popular até o requintado e caro, o piloto automático também tem suas curiosidades e particularidades. Por isso reunimos aqui nessa matéria dez curiosidades e fatos sobre o piloto automático.

Leia mais:
+ O que é piloto automático, ACC e limitador de velocidade?
+ Preço da gasolina cai 5,15% em maio, aponta estudo
+ Protetor de cárter: preciso instalar no meu carro?

Mas antes: se você ainda não sabe como esse sistema funciona, quais as diferenças para o piloto automático tradicional e o adaptativo, além de saber o que é o limitador de velocidade, confira nossa matéria clicando aqui.

8 anos mais novo que o câmbio automático

Criado pelo engenheiro norte-americano Ralph Teetor, o piloto automático teve sua primeira patente registrada em 1945 após 10 anos trabalhando para desenvolver o sistema. Tecnologia presente também em navios e aviões, o controlador de velocidade para carros foi inventado oito anos depois da transmissão automática.

Batismos

O piloto automático já teve diversos nomes antes de adotar a designação oficial pela qual o conhecemos hoje. Cada marca tinha seu próprio nome, entre eles Controlmatic, Speed-O-Stat, Touchomatic e Speedostat, até que finalmente virou Cruise Control (controle de cruzeiro), que foi traduzido para piloto automático no Brasil.

Terra do piloto automático

Com suas estradas retas e intermináveis, os Estados Unidos são o país em que o piloto automático se tornou mais popular e indispensável. Não é de se surpreender que os primeiros carros a contarem com item são norte-americanos. Os Chrysler New Yorker, Windsor e Imperial em 1958 foram os primeiros a usar o item.

A seleção da velocidade nesses modelos era feita girando um botão, com a promessa de economizar até 15% de combustível. Mas o pioneirismo durou pouco: dois anos depois, todos os carros da Cadillac também traziam o piloto automático como item de série.

Colocando por fora

O piloto automático hoje está presente como item de série, em geral, em modelos acima de R$ 60 mil. Contudo, ele pode ser encontrado como parte de um kit opcional com preços que passam de R$ 5.000. Há ainda a opção de instalar o equipamento avulso, mas é algo não recomendado pelas fabricantes.

Nem sempre use

Não é recomendado utilizar o piloto automático em pistas escorregadias ou em estradas sinuosas devido ao risco de perder o controle do veículo. Nem mesmo o piloto automático adaptativo é recomendado nessa hora, já que ele não é capaz de ler as condições do piso.

Gasta menos

Estudos feitos nos Estados Unidos apontaram que o piloto automático consegue reduzir em mais de 10% o consumo de combustível em uso rodoviário. Isso se deve à maior constância na velocidade, que evita acelerações desnecessariamente fortes para recuperar o fôlego do carro.

Cidade e estrada

Sabia que o piloto automático não é feito somente para as estradas? Ele pode ser usado nas cidades, especialmente para limitar a velocidade em vias constantes. Contudo, é importante lembrar que alguns modelos possuem uma velocidade mínima para poder acioná-lo..

No caso dos pilotos automáticos adaptativos mais modernos, eles são capazes de frear o carro completamente sozinho e voltar a acelerar logo em seguida. Em situações de trânsito intenso, o piloto automático adaptativo pode ser extremamente útil e tornar a atividade de dirigir menos cansativa.

Pausa

É possível pausar o piloto automático, sem desligá-lo. Basta apertar o botão de pause, pisar no pedal do freio ou na embreagem (caso de carros manuais). Por isso, fique atento se o sistema ainda estiver ativado sem estar em uso. Isso pode fazer com que ele entre em operação quando não for desejado. O ideal é sempre desligá-lo quando não houver necessidade

Mudança dinâmica

Você pode alterar a velocidade programada a qualquer momento e quantas vezes quiser, sem precisar desligar o piloto automático. Há botões específicos para esse tipo de operação. No caso do piloto automático adaptativo, a distância para o carro à frente também pode ser alterada com o sistema em funcionamento.

Tá ligado?

Para saber se o piloto automático está ligado e se a velocidade determinada foi salva, é preciso checar as luzes de indicação no painel de instrumentos. Todas as instruções constam no manual do proprietário. Isso vale também para o piloto automático adaptativo e para o limitador de velocidade.

Não é só em carros

O piloto automático também está presente em motos, ajudando a oferecer mais conforto em longas horas ao volante ao evitar movimentos repetitivos. Aviões e barcos também possuem um sistema semelhante, porém mais requintado e complexo, que permite a condução praticamente autônoma.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro