Produção de carros caiu 99% em abril, vendas despencaram 70%

Situação de pandemia no Brasil levou ao fechamento de fábricas e queda acentuada nas vendas de automóveis

12/05/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

A indústria automotiva brasileira está parada por conta do Coronavírus. O necessário isolamento social fez com que fábricas parassem e a produção de automóveis atingisse o menor resultado desde 1957. Além disso, as vendas despencaram a níveis reduzidíssimos.

Leia mais:
+ Chevrolet Onix Plus: novo motor 1.3 faz 20,8 km/l na China
+ Novo Chevrolet Monza 2020 ganha versão híbrida

Segundo a Anfavea, foram produzidos somente 1.847 automóveis no Brasil, número que representa carros, caminhões, ônibus e comerciais leves. Como resultado, houve uma queda de 99,4% na produção nacional quando comparado ao mesmo período no ano passado. Em relação a março, a queda foi de 99%.

Apesar disso, o estoque em concessionárias e pátios ainda representa quatro meses de vendas lentas, segundo a Anfavea. Cerca de 237 mil carros ainda aguardam seus novos donos, o que permite manter concessionárias e vendas online funcionando.

As exportações também caíram, especialmente por conta do crescente número de casos de Covid-19 no Brasil. No mês passado as exportações caíram 79,3%, representando números semelhantes à 1997, quando a indústria nacional ainda era bastante fraca quanto ao número de veículos levados a outros países.

Vendas

Como reflexo da produção baixa, concessionárias fechadas e diminuição do interesse do consumidor em comprar um carro agora, as vendas no Brasil em abril caíram 70% quando comparadas ao mês anterior, segundo dados da Fenabrave.

Ao todo, foram vendidos 39.498 carros em abril contra 131.239 unidades em março, que já havia sido um mês de queda. Considerando também as vendas de comerciais leves, que totalizaram 51.362 automóveis novos nas ruas em abril, a queda foi de 67% nas vendas.

Líderes

O Chevrolet Onix continuou a ser o líder de vendas, apesar de ter sido ameaçado nas primeiras semanas do mês pelo Hyundai HB20. O começo forte fez com que o hatch coreano se mantivesse na segunda colocação, posto antes dominado pelo Ford Ka, que despencou para a quarta colocação.

Como sempre, o sedã mais vendido do Brasil foi o Chevrolet Onix Plus, apesar de ter registrado níveis de venda que a primeira geração do Prisma (derivado do Celta) apresentava. Ainda na família Onix, o Tracker se consagrou como o SUV mais vendido do país e estacionou na décima posição do ranking.

A surpresa fica por conta da invasão das picapes no ranking geral dos mais vendidos. Outro movimento pouco habitual foi a liderança da Toyota Hilux no segmento, ficando em uma forte quinta colocação no ranking geral.

Fiat Toro estacionou logo atrás em sexto lugar no ranking geral e em segundo no segmento. Por fim, a Fiat Strada, em momento de transição de geração, ficou em oitavo no ranking geraç e atrás de Toro e Hilux no seu segmento.

Carros mais vendidos em abril de 2020 no Brasil:

1. Chevrolet Onix: 3.619 unidades – veja ofertas
2. Hyundai HB20: 2.837 unidades – veja ofertas
3. Chevrolet Onix Plus: 2.223 unidades – veja ofertas
4. Ford Ka: 1.842 unidades – veja ofertas
5. Toyota Hilux: 1.762 unidades – veja ofertas
6. Fiat Toro: 1.713 unidades – veja ofertas
7. Volkswagen Gol: 1.648 unidades – veja ofertas
8. Fiat Strada: 1.630 unidades – veja ofertas
9. Renault Kwid: 1.622 unidades – veja ofertas
10. Chevrolet Tracker: 1.395 unidades – veja ofertas

Fonte: Fenabrave e Anfavea

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro