Motorista que fugir do local do acidente poderá ser preso

Proposta é endurecer a punição em caso de omissão de socorro ou fuga do local, com prisão de seis meses a dois anos

16/11/2017 - Redação / Foto: iStock.com / Fonte: iCarros

Com punição atualmente de pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços à comunidade, os motoristas que cometerem omissão de socorro ou fugirem do local do acidente poderão pegar entre seis meses a dois anos de prisão. É o que prevê o Projeto de Lei 9016/2017, de autoria da deputada federal Christiane Yared (PR-PR).

Leia mais:
19 infrações que causam a suspensão da CNH 
CNH digital: quanto custa, como se cadastrar e usar o aplicativo 
Câmara rejeita punição por levar pessoa embriagada no carro
Tudo sobre renovação de CNH 

A deputada defende que as leis brandas prejudicam a busca das vítimas por justiça e beneficiam os motoristas infratores. Vale destacar que, de acordo com estatísticas do Ministério dos Transportes, foram registrados no Brasil 2,1 mil atropelamentos seguidos de fugas no ano passado. 

Se aprovado, o projeto altera os artigos 304 e 305 do Código de Trânsito Brasileiro. Ele foi apresentado neste mês na Câmara dos Deputados e agora aguarda o despacho do Presidente da Câmara.

Flagrante para motoristas alcoolizados

Outro projeto da mesma deputada, PL 9015/2017, propõe ainda que um condutor alcoolizado que matar uma pessoa no trânsito será preso em flagrante, não importa quanto tempo depois seja preso. Hoje, se o motorista fugir do local e se apresentar dias depois poderá responder o processo em liberdade.

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro