Honda CG 125 vendeu mais que o Honda PCX 150 em janeiro

Veterana moto da Honda acaba de sair de linha, mas, mesmo assim, ainda emplacou mais que o principal scooter da marca

07/02/2019 - Texto e Foto: Thiago Moreno / Fonte: iCarros

De acordo com os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a Honda CG 125 emplacou mais unidades durante o mês de janeiro de 2019 que o principal scooter da marca, o PCX 150. Nada alarmante não fosse o fato de que, após 42 anos de produção, a Honda anunciou que tirou a CG 125 de produção.

Leia mais:
O adeus à Honda CG 125
AVALIAÇÃO: Veja o que achamos da Honda CG 125
Elite 125: conheça o novo scooter de entrada da Honda

No entanto, a própria marca informou que as vendas continuam enquanto durarem os estoques para as duas versões, Fan e Cargo, que custam respectivamente R$ 7.161 e R$ 7.165. Ambas compartilham o mesmo motor e conjunto ciclístico, sendo que a Cargo não possui o banco do garupa, sendo preparada para levar carga.

CONFIRA AS MOTOS MAIS VENDIDAS DE 2018

Em janeiro, a CG 125 emplacou 2.783 unidades, contra 2.258 unidades do PCX 150. As motocicletas ocuparam, respectivamente, as sexta e sétima colocações. No entanto, no acumulado de de 2018, a CG 125 teve 28.401 emplacamentos, abaixo das 30.479 unidades do scooter e representando pouco mais de 10% do total das vendas da CG 160, sendo este um dos motivos para a motocicleta de entrada ter saído de linha.

A CG 125

Na 125, o propulsor é um monocilíndrico arrefecido a ar com 124,7 cm³ de capacidade alimentado por injeção eletrônica. A moto roda apenas com gasolina e é capaz de entregar 11,8 cv de potência a 8.500 rpm e 1,06 kgfm a 5.000 rpm. O câmbio tem cinco marchas e a transmissão final é feita por corrente.

Veja como foi o ranking de vendas de motos em janeiro

A CG 125i Fan tem 1,98 m de comprimento, 0,74 m de largura, 1,07 m de altura e o assento do piloto está a 0,78 m do chão. O peso a seco, sem combustível ou fluídos, é de 107 kg. O tanque, contando-se a reserva, tem capacidade para 14,6 litros.

A suspensão dianteira tem garfos telescópicos convencionais com curso de 115 mm, enquanto a traseira é bichoque com regulagem de pré-carga e 82 mm de curso. As rodas raiadas têm 18 polegadas de diâmetro e são calçadas por pneus da marca Levorin nas medidas 80/100 (frente) e 90/90 (traseira). Os freios são a tambor nas duas rodas, ambos com 130 mm de diâmetro.

Na lista de itens de série há poucos mimos. Entre eles estão o painel totalmente digital contendo velocímetro, odômetro total, odômetro parcial e marcador de combustível. A trava de guidão é acionada pelo miolo da chave no contato, em posição mais cômoda. No demais, a partida é apenas a pedal e não há nem interruptor de ignição.
 

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro