Mercedes-Benz chama van de sedã e ninguém entendeu nada

Mercedes Classe V sempre foi uma van por definição, tanto que o V em seu nome significa exatamente isso

13/08/2019 - João Brigato / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Em um mundo em que as marcas insistem em criar categorias que não existem, alguns carros são verdadeiros mistérios na hora de defini-los. Esse não é o caso do Mercedes-Benz Classe V: claramente uma van de luxo desde sua primeira geração lançada em 1996 até hoje. Mas não é mais assim que a marca alemã o enxerga, passando agora a tratar o Classe V como sedã.

O que é um sedã

Por definição comum, um sedã é um modelo com três volumes claros na carroceria, sendo o porta-malas ressaltado e marcante no design. No passado existiram sedãs de dois volumes, como o VW Fusca. Isso se deve ao fato de que em um sedã não é possível usar a porta traseira como acesso à cabine, como o caso de hatches.

Veja aqui ofertas de carros da Mercedes na sua cidade

Hoje, no entanto, sedãs são modelos em que o vidro traseiro é inclinado e há uma tampa traseira volumosa. Na família Mercedes-Benz, existem os sedãs Classe A Sedan, Classe C, Classe E e Classe S. Há outros exemplos mais comuns aos brasileiros como Chevrolet Prisma, Toyota Corolla e Honda Accord. Entendido o conceito de sedã, vamos ao Classe V.

Porque o Classe V não é um sedã

Descrito pela Mercedes-Benz como “o espaçoso sedã com a estrela”, o Classe V passa muito longe do conceito de sedã. Ele não tem traseira pronunciada com vidro inclinado. É justamente o contrário, já que o modelo tem traseira praticamente reta como um hatch e abertura tão grande que serve facilmente como entrada de passageiros, já que ele carrega até sete pessoas.

Vai trocar de carro? Simule as parcelas aqui

Basta ver o formato do Classe V que fica evidente que é uma van. Carroceria em formato de caixote, capô curto, linha de cintura alta e aproveitamento máximo do espaço interno em detrimento de qualquer outro item é o foco das vans. Pense na Volkswagen Kombi, a mais clássica de todas as vans e veja como o Classe V é similar no conceito. É uma van, não um sedã.

Mercedes com V

A Mercedes sempre deixou claro dentro de seu portfólio que a Classe V era a van mais luxuosa que a marca possui, enquanto o Vito era seu irmão furgão voltado ao trabalho. Na segunda geração que durou de 2003 a 2014, o nome Classe V foi trocado por Viano – estratégia novamente trocada em 2014 quando a terceira geração foi lançada.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro