7 Mitos sobre a Gasolina Aditivada

Presente no Brasil há quase três décadas, principais finalidades do combustível ainda não são totalmente esclarecidas

22/02/2021 - Redação / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Embora a previsão para 2021 seja de um avanço considerável no segmento de carros híbridos e elétricos, o fim do motor à combustão no Brasil ainda está longe de ser uma realidade.

Leia mais:
+ Preços dos combustíveis confundem consumidor em postos
+ Como economizar combustível
+ Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?

Sendo assim, os proprietários de carros flex podem continuar apostando na gasolina para garantir maior autonomia e no etanol para um melhor desempenho.

Contudo, vale destacar que, por mais que a gasolina aditivada já esteja presente no mercado nacional há quase três décadas (desde 1992), boa parte dos consumidores ainda não conhece a real diferença e os benefícios deste tipo de combustível para o carro.

Por isso, desvendamos 7 mitos sobre a gasolina aditivada que devem ser levados em consideração na hora de escolher o melhor combustível para o seu carro e também para o seu bolso. Confira abaixo:

1 - Gasolina aditivada aumenta a potência do motor

A gasolina aditivada é muitas vezes confundida com gasolina de alta performance (também chamada de gasolina “Premium”, “Podium”, “V-Power”, etc), bem como as principais finalidades de cada tipo do combustível fóssil.

Na verdade, em relação à potência do combustível, deve-se levar em consideração a octanagem - índice de resistência à detonação de combustíveis ou, em outras palavras, a capacidade de compressão do combustível.

A gasolina aditivada possui o mesmo grau de octanagem da gasolina comum: em média, 87 octanas.

A única diferença entre a gasolina comum e a gasolina aditivada é que, como o próprio nome já diz, a gasolina aditivada contém aditivos que ajudam a “limpar” o motor e, consequentemente, prolongar sua vida útil.

Agora, quando falamos em uma gasolina que entrega maior potência, estamos falando das gasolinas de alta performance, que variam de 95 a 97 octanas, dependendo da bandeira do posto.

Ainda assim, essa diferença só é percebida em carros de alta performance, que possuem motor projetado para entregar altas potências.

No caso de veículos populares, aderir à gasolina de alta performance configura apenas um gasto extra e desnecessário para o seu bolso, já que não altera em nada o desempenho do veículo.

2 - Gasolina aditivada vicia o motor

Para começar, não existe isso de “combustível que ‘vicia’ o motor”. Os carros podem ser abastecidos com gasolina comum, aditivada ou etanol, além dos motores a diesel.

O que ocorre é que, quando se troca de combustível, o sistema de injeção eletrônica leva um certo tempo até entender que o combustível foi alterado.

Isso faz com que o carro perca um mínimo de desempenho nos primeiros quilômetros rodados com o novo combustível, mas logo o sistema do carro compreende a mudança e volta a operar normalmente.

Por isso, se você abastece sempre com gasolina aditivada, pode alternar para etanol ou gasolina comum sem problemas.

3 - Gasolina aditivada não compensa a longo prazo

É fato que a gasolina aditivada tem um custo mais elevado do que a gasolina comum. Contudo, é justamente a longo prazo que esse custo mais elevado torna-se um investimento.

Já que a gasolina aditivada mantém o sistema de injeção limpo e livre de impurezas, além de não oxidar tanto quanto a comum, ela acaba conservando melhor os componentes do sistema de injeção.

Por isso, dificilmente quem abastece com uma boa gasolina aditivada precisa fazer uma limpeza de bicos no carro ou a descarbonização do motor, por exemplo.

Então, fora a tranquilidade, o valor investido na hora de abastecer o tanque com gasolina aditivada é poupado em casos de possíveis manutenções por falta de limpeza.

4 - Gasolina aditivada rende mais

Apesar de ser muito comum ouvirmos que a gasolina aditivada rende mais, especialistas garantem que a gasolina aditivada proporciona a mesma autonomia da gasolina comum.

Provavelmente, esse mito nasceu por conta de uma falsa impressão que se pode ter ao aderir à gasolina adulterada após muito tempo de uso apenas da gasolina comum.

Acontece que a gasolina comum pode causar carbonização do motor a longo prazo por conta da queima incompleta do combustível - principalmente em casos de gasolina adulterada ou de baixa qualidade.

Logo, um motor sujo pode exigir um maior consumo de combustível e prejudicar o desempenho do automóvel.

A limpeza garantida pela gasolina aditivada faz com que o motor volte a operar em seu melhor estado, recuperando sua autonomia e podendo gerar essa falsa impressão de que a gasolina aditivada rende mais, quando na verdade trata-se apenas de um motor limpo.

Por isso, o mais recomendado em casos de motor sujo é aderir à gasolina aditivada continuamente para que o motor não chegue a um estado deplorável de sujeira, evitando exatamente que o consumo de combustível aumente.

5 - Não pode colocar só gasolina aditivada em motores mais velhos

Esse mito não é de todo incorreto, mas também não se aplica a todos os casos.

É verdade que, além do detergente, os aditivos dispersantes presentes na gasolina aditivada são capazes de tornar microscópicos os resíduos removidos, evitando o bloqueio dos filtros.

Porém, em motores mais antigos, que rodaram só com gasolina comum por muito tempo, a quantidade de resíduos de carbono pode ser muito alta.

Ao abastecer um tanque nessas condições com gasolina aditivada, o aditivo começa a soltar os densos resíduos de carbono e outras impurezas de forma mais brusca.

Neste caso, pode ocorrer de os dispersantes não darem conta de dissolverem todos os resíduos, o que pode causar o entupimento dos bicos injetores ou até mesmo dos filtros.

Por isso, em casos de carros mais antigos habituados a rodar somente com gasolina, recomenda-se que a transição do combustível seja feita gradativamente.

No primeiro abastecimento, coloque 75% de gasolina comum e 25% de aditivada. No segundo, 50% de cada e depois 25% de gasolina comum e 75% de gasolina aditivada.

Após todos estes cuidados, não há mais problema em abastecer 100% com gasolina aditivada Inclusive, seja novo ou “clássico”, seu carro irá agradecer!

6 - Gasolina aditivada é mais pura que gasolina comum

Esse é outro mito que vem da confusão que fazem da gasolina aditivada com a gasolina de alta performance.

Como já falamos, a diferença da gasolina aditivada para a gasolina comum encontra-se apenas no uso dos aditivos. Fora isso, é a mesma gasolina que sai da refinaria.

A “pureza” da gasolina se dá, no caso da gasolina brasileira, pela quantidade de etanol adicionado a ela - isso considerando apenas gasolina de boa qualidade e desconsiderando gasolina adulterada, é claro.

Tanto para a gasolina comum quanto aditivada, esta quantidade de etanol adicionado é de 27%, enquanto na gasolina de alta performance este valor cai para apenas 25% da mistura.

7 - Gasolina aditivada não é recomendado pelo fabricante

De acordo com o Manual do Proprietário dos cinco carros populares mais vendidos no Brasil em 2020, apenas um não menciona nada sobre o uso da gasolina aditivada. Todos os outros recomendam, sim, o uso do combustível como forma de prolongar a vida útil do motor.

O mais indicado para atingir a máxima eficiência de limpeza do motor é abastecer com gasolina aditivada com uma certa frequência.

Encher o tanque com gasolina aditivada apenas uma vez após meses rodando com gasolina comum não garante 100% da limpeza esperada.

Dica Bônus: Abasteça o tanquinho de partida a frio com gasolina aditivada

Vale destacar que o tanquinho de partida a frio deve ser abastecido preferencialmente com gasolina aditivada, justamente porque os antioxidantes presentes no aditivo prolongam a qualidade do combustível.

Ao ficar parada por semanas ou até meses sem ser utilizada, a gasolina comum torna-se mais espessa por conta da evaporação de partículas leves, o que pode causar falhas na ignição do carro.

No mais, é sempre recomendado abastecer com gasolina de qualidade em postos de confiança.

Fonte: Mix Auto Center

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.