Andar com combustível na reserva é ruim para o veículo?

Se você tem o hábito de abastecer o carro apenas quando o tanque está na reserva, fique atento a essas dicas

07/08/2020 - Redação iCarros / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Para aqueles que perguntam se andar com o carro na reserva pode causar algum problema para o veículo, nós criamos esse guia rápido para apresentar os principais problemas causados por essa prática e uma dica do que fazer para evitar.

Quantos litros o tanque reserva tem?

Isso é relativo e varia de carro para carro. Mas, em média, a reserva tem entre 5 a 8 litros. As montadoras afirmam que a reserva não é um tanque extra, e sim, o mínimo necessário para alertar o motorista através da luz acesa no painel, e permitir que seja possível se locomover até o posto mais próximo para abastecimento. Ou seja, o reservatório de combustível foi projetado para ser usado em casos emergenciais.

Veja mais:
+ Como economizar combustível
+ Como identificar combustível adulterado?
+ Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?
+ As armadilhas do posto de gasolina

Conheça abaixo os principais danos quando se anda muito na reserva:

Pane seca

Para quem tem o hábito de abastecer o carro apenas quando o tanque está na reserva, é bom estar atento principalmente aos imprevistos. 

Se precisar realizar um trajeto maior que o esperado e não existir um posto sequer durante esse percurso, você pode sofrer uma pane seca, ou seja, seu carro para de funcionar por falta de combustível.

De acordo com o artigo 180 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração é considerada média com multa no valor de R$ 130,16 e perda de 4 pontos na CNH, além de ter o veículo removido.

Um segundo perigo neste tipo de situação é que você fica vulnerável a furtos e roubos.

Queima da Bomba de Combustível

É comum o carro apresentar problemas se o motoristas demora para abastecer e tem o hábito de andar sempre na reserva. O principal risco e com a bomba de combustível que está localizada dentro do tanque.

Isso porque o mesmo combustível que ela bombeia para alimentar o motor também é o responsável por mantê-la refrigerada, evitando assim, o superaquecimento e consequentemente a queima da peça.

Problemas no sistema de injeção

O segundo fator de risco é o entupimento dos bicos injetores, responsáveis por liberar o combustível para o motor. Manter o tanque quase sempre vazio atrai sujeiras para a bomba. Essa sujeira vai sendo depositada no fundo do tanque por meio do processo de decantação. Com reservatório na reserva essas partículas se misturam com o restante do líquido e são enviadas ao motor pelos bicos injetores, causando falhas e perda de potência no motor.

Dica para evitar dor de cabeça:

Crie o hábito de abastecer seu veículo todas as vezes que o marcador de combustível chegar na marca de ¼ do tanque. Esse é o limite para manter a bomba de combustível submersa e refrigerada, além de garantir mais autonomia para chegar ao seu destino ou a um mais posto próxima com segurança.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.