Carro parado: pode desconectar a bateria?

Procedimento indicado pelas montadoras pode acarretar uma série de riscos se realizado incorretamente

26/03/2021 - Mix Auto / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Um dos hábitos mais comuns adotados por quem pretende deixar o carro parado por mais de quinze dias é desconectar a bateria a fim de prolongar sua vida útil.

Afinal, a bateria do carro - mesmo quando nova - é o primeiro componente a sofrer com o desuso.

Acessórios eletrônicos, como alarme e até o rádio em standby, além das memórias de unidades eletrônicas embarcadas (como a do controle do motor, do Airbag, do freio ABS etc), consomem entre 20 a 30 miliampéres da bateria mesmo com o carro desligado.

Leia mais:
+ Os sinais de que você precisa trocar a bateria do seu carro
+ Cuidados com o carro parado na quarentena
+ Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?

Por isso, muitos manuais do proprietário já indicam desconectar a garra do borne negativo da bateria para deixar o carro parado por mais de quinze dias, justamente para evitar casos de bateria arriada.

É importante destacar que o desligamento da bateria sem o auxílio de um especialista ou sem seguir os procedimentos de segurança indicados, pode desconfigurar os módulos da injeção eletrônica, gerar uma pane elétrica, um curto-circuito ou até mesmo provocar incêndios.

Ainda que não seja recomendável, é possível, sim, desconectar os cabos da bateria do carro sem correr tais riscos, desde que o processo seja realizado corretamente, com total atenção e respeitando uma série de cuidados básicos, conforme listamos abaixo.

Desligue tudo e aguarde pelo menos dez minutos

Antes de mais nada, você deve desligar todos os equipamentos eletrônicos do carro e manter o veículo desligado por pelo menos dez minutos (de preferência, com o motor frio).

Isso porque “os módulos do carro permanecem em stand by por alguns minutos, mesmo após o desligamento do motor”, como explica o Técnico em Manutenção Automotiva, Caíque Ribeiro, da Mix Auto Center.

Ao remover a bateria sem aguardar este intervalo de tempo, você pode corromper os dados armazenados pelos módulos ainda em funcionamento, desconfigurando a “memória adaptativa do carro”.

Desligue primeiro o terminal negativo

O grande segredo para fazer a troca da bateria ou até mesmo seu desligamento está na polaridade dos terminais positivo (+) e negativo (-).

Os terminais nada mais são do que os dois cabos ligados entre o motor e a bateria do carro. Geralmente, há uma indicação do polo positivo (+) e o polo negativo (-) na própria bateria.

No mais, o cabo negativo pode ser identificado universalmente pela cor preta (ou cinza escuro), enquanto que o cabo positivo é o de cor vermelha.

Atenção: nunca segure ou encoste nos dois polos ao mesmo tempo ou você levará um choque perigosíssimo!

Passados os dez minutos do desligamento do veículo, você pode remover o polo negativo da bateria para garantir que, ao religar o carro após um longo período (mais de quinze dias), ainda haja carga suficiente para dar partida no carro.

Lembre-se: Com a bateria desligada, os sistemas elétricos param de funcionar. Então, não se esqueça de trancar todas as portas do carro manualmente com a chave.

Qual fio ligar primeiro: positivo ou negativo?

Ao desligar o terminal negativo, não há necessidade de desconectar o cabo positivo, embora você possa fazer isso até para realizar a troca da bateria, por exemplo.

O que jamais deve ser feito é ligar somente o cabo negativo, o que pode resultar em um curto-circuito e até derretimento do polo negativo se o cabo entrar em contato com a carcaça do carro.

Por isso, quando decidir religar a bateria do carro ou em casos de troca, também é imprescindível seguir a ordem correta para reconectar os cabos.

O cabo positivo deve estar sempre conectado antes de reconectar o cabo negativo.

Também é imprescindível apertar bem as presilhas dos cabos com a chave de uma maneira que os cabos não se soltem com a trepidação do carro.

Dê meia chave e aguarde

Após reconectar a bateria do carro, é chegada a hora de dar a partida no motor - o que também exige um cuidado em particular.

Nunca dê partida de primeira! Tenha paciência!

O ideal em carros com injeção eletrônica é dar meia chave, aguardar pelo término do som de carregamento da injeção, desligar o carro, dar meia chave e aguardar novamente pelo som da injeção, desligar o carro para só então dar a partida completa.

Dessa forma, você garante que a injeção eletrônica faça toda a leitura correta do sistema sem comprometer o armazenamento de dados dos módulos.

Seguindo todos estes passos, você evita problemas crônicos com a bateria do carro, além de gastos desnecessários.

Contudo, caso não sinta segurança em realizar o desligamento da bateria por conta própria, o mais indicado é solicitar o auxílio de um profissional em manutenção automotiva para não colocar sua vida e a saúde do carro em risco.

Fonte: Mix Auto Center 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.