GNV: vale a pena ter o Kit Gás no carro?

O Gás Natural Veicular já foi mais popular, mas, em tempos de crise, ainda tem o abastecimento garantido

28/05/2018 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

O kit de Gás Natural Veicular, o popular GNV, já foi uma febre no país, principalmente entre motoristas profissionais. Hoje, ele é menos usado nos veículos particulares. Ainda assim, em tempos de gasolina escassa, pode ser uma opção, mas será que vale a pena? Pensando isso, o iCarros elaborou uma guia com as principais dúvidas.

Leia mais:
Tire todas as suas dúvidas sobre o Kit Gás
Veja dicas para economizar combustível
Multa? Confira tudo o que você precisa saber

O que é o GNV?

Sem aditivos ou variações, o Gás Natural Veicular (GNV) é o combustível mais puro encontrado nas bombas dos postos e é também o mais em conta. Ele é encontrado acumulado nas mesmas jazidas de onde se extrai o petróleo. É então encanado e distribuído diretamente para os postos, dificultando a adulteração. Vale lembrar que o GNV (gás natural veicular) é vendido em metros cúbicos (m³). E nunca confunda o GNV com o gás de cozinha (GLP).

Quem pode instalar o GNV?

Hoje não existem mais veículos que saem de fábrica no Brasil aptos a rodar com o gás GNV. Por isso, é preciso procurar uma oficina credenciada para adquirir e instalar o kit. Não existem restrições de marca, modelo, ano ou tipo de carroceria que impeça a instação. O kit pode ser colocado em qualquer veículo, com carburador ou sistema de injeção eletrônica.

Quanto custa instalar o kit GNV?

O kit com a instalação varia de acordo com o tipo a ser usado, já que há diferentes gerações do sistema disponíveis. Em média, varia entre R$ 3.000 e R$ 5.000.

Quanto tempo leva a instalação do kit GNV?

Em média, o tempo para fazer a instalação varia de três a sete horas.

Quais são as principais vantagens do GNV?

Além de ser mais difícil de adulterar, o GNV é mais barato, emite menos poluentes e ainda tem maior rendimento. Por isso ele é mais vantajoso para quem roda bastante. Além disso, alguns Estados brasileiros oferecem desconto no IPVA para os modelos movidos a Gás Natural Veicular. E se o proprietário quiser ou se estiver em uma região sem postos com GNV, ainda é possível abastecer o carro com gasolina ou etanol.

Como o GNV chega aos postos?

Na maioria dos casos, o combustível chega por meio de tubulação aos postos de combustível. Ao contrário da gasolina, etanol ou diesel, não depende de caminhões tanque para chegar às bombas.

Quanto irei economizar em combustível usando GNV?

Não existe uma conta exata. Porém, o GNV consegue rodar, em média, 30% a mais quando comparado à gasolina e pode chegar a 50% a mais em relação ao etanol. Esses dados dependem do estilo de condução do motorista e do uso do veículo.

Onde instalar o kit GNV?

A instalação deve ser feita em uma oficina autorizada, cuja lista está disponível no site do Inmetro (Instituto Nacional de Normalização, Qualidade e Tecnologia).

Quais são as desvantagens de usar GNV?

É preciso alterar a documentação do veículo, o que gera custos extras (leia mais abaixo), se o veículo for novo haverá perda da garantia de fábrica, o espaço no porta-malas será reduzido para abrigar o cilindro se você deixá-lo dentro do carro e ainda existe uma menor oferta de postos com esse tipo de combustível na hora de abastecer. Além disso, pode haver aumento nos gastos com a manutenção do veículo, já que algumas peças deverão ser substituídas em um prazo menor. Por fim, em alguns modelos, pode ocorrer perda de potência e redução no desempenho.
 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro