O que NÃO fazer na hora de amaciar o motor do carro novo?

Tradição antiga para garantir ajuste das peças em motores à combustão ainda é recomendada, mas varia entre as montadoras

08/02/2021 - MixAuto Center / Fot: Divulgação / Fonte: iCarros

Mesmo com a alta na procura por carros seminovos e usados desde o final de 2020, ainda temos aquele público mais exigente, que não abre mão da qualidade e garantias que só um carro novo pode oferecer.

Leia mais:
+ 11 hábitos comuns que acabam com seu carro
+ Qual a melhor forma de proteger a pintura do carro?
+ Disco de freio empenado: precisa trocar?

Quem compra um carro novo zero km precisa seguir alguns cuidados básicos esclarecidos no Manual do Proprietário para conservar o investimento - de imediato, em relação a como amaciar o motor.

O que talvez muita gente não saiba é que, por mais que os motores atuais sejam fabricados com alta precisão e tecnologia de ponta, isso não anula a necessidade de respeitar tais cuidados durante o chamado “período de acomodação das peças” para garantir o melhor desempenho do motor e prolongar sua vida útil.

E como ainda há muitas lendas e dúvidas sobre o assunto, consultamos um engenheiro mecânico e os manuais dos cinco carros mais vendidos no Brasil em 2020 para ressaltar o que não fazer durante o período de amaciamento do motor. Confira!

O que significa “amaciar” o motor?

Amaciar o motor nada mais é do que seguir algumas recomendações especificadas pelo fabricante do veículo a fim de garantir a devida acomodação das peças móveis do motor, aumentando assim seu desempenho, a economia de combustível e sua vida útil.

#1 - Evite rotações muito altas ou muito baixas

“Nem 8, nem 80”: Procure sempre uma faixa de rotação intermediária.

Andar por muito tempo ou muitas vezes nas extremidades do conta-giros faz com que o motor exerça uma vibração muito alta. Essa vibração interfere no amaciamento do motor, já que aumenta o atrito entre as peças.

Um dos manuais consultados indica manter a rotação entre 2.000 e 4.000 rpm para garantir o melhor amaciamento do motor.

Portanto, evite demorar muito para trocar as marchas durante a aceleração, justamente para não elevar bruscamente o giro. Também não é recomendado rodar por muito tempo com uma marcha alta e rotação baixa.

#2 - Não acelere subitamente

Evite arrancadas bruscas e situações como ultrapassagens em alta velocidade.

Acelerar subitamente o carro tem como consequência um brusco aumento no giro do motor, o que também implica no tópico anteriormente mencionado.

#3 - Não acelere ao máximo

Com a emoção de um carro novo, alguns proprietários também querem testar até onde o motor vai, bem como sua resposta ao pisar no acelerador.

Mas é melhor deixar a diversão para mais tarde, justamente para respeitar o assentamento correto das peças do motor em período de amaciamento.

Aguarde até que o período de assentamento das peças indicado no manual do proprietário seja atingido para exigir um pouco mais do motor e sentir melhor seu carro. Do contrário, essa brincadeira pode se tornar uma bela dor de cabeça.

Vale lembrar que serviços de manutenção automotiva relacionados ao motor, como conserto e retifica, podem ser dos mais caros e delicados de serem realizados na oficina mecânica.

#4 - Não andar com reboques e/ou trailers

Se você pensa em pegar o carro novo e rebocar seu jet ski para a praia, melhor pensar duas ou até três vezes antes de fazer isso.

Durante o período de amaciamento do motor, não é recomendado aumentar a carga exigida dele, como é o caso de quando se anda com o reboque ou trailer, justamente para evitar sobrecarregá-lo antes do assentamento das peças.

#5 - Não pressionar bruscamente o pedal do acelerador ao ligar o carro

Algumas pessoas acreditam que, para amaciar o motor, é só ligar o carro e acelerar rapidamente. Nada disso!

Mesmo após o período de amaciamento do motor, o ideal é ligar o carro e sair com calma, principalmente se for a primeira partida do dia e o motor ainda estiver frio.

Esse cuidado simples ajuda muito a evitar problemas e a prolongar a longevidade do motor do seu carro.

#6 - Tempo de amaciamento

De acordo com os manuais consultados, a principal diferença dentre as recomendações foi em relação ao tempo de amaciamento, que variou entre 100 km a 1.600 quilômetros.

Por conta dos diferentes tipos de motor, cada modelo de cada montadora pode ter uma especificação diferente.

Por isso, ao comprar um carro zero quilômetro, consulte o tempo de amaciamento informado pelo Manual do Proprietário do seu carro novo.

#7 - Não fique com medo de pegar a estrada

Esse talvez seja o cuidado mais polêmico e controverso quanto a como amaciar o motor do carro corretamente.

Fora o que dizem alguns “experts” da manutenção automotiva, também há divergência nas recomendações dos manuais quanto a pegar ou não a estrada durante o período de assentamento das peças do motor.

Enquanto alguns dizem que pegar a estrada e rodar em velocidades superiores aos 100 km/h pode forçar o motor indevidamente, outros já defendem exatamente o oposto, indicando rodar principalmente por ciclos rodoviários, em que as velocidades são mais constantes.

Por isso, entramos em contato com o engenheiro mecânico e gerente de auto center MixAuto, Everton Oliveira, para pôr fim à discussão.

“Tecnicamente, está totalmente equivocado quem defende que não se deve pegar a estrada antes de respeitar o período de assentamento do motor. O condutor deve respeitar os cuidados e não atingir entre 6.000 a 8.000 rpm, tirando o carro de giro. Agora, andar numa constância de até 3.000 rpm, entre 100 km/h e 120 km/h - que é o limite médio em uma estrada - não tem problema nenhum”, explica Everton.

Ainda, segundo o especialista, “é melhor para o motor que você rode a uma velocidade constante por um trecho mais longo do pegar o carro novo para ir à feira uma vez na semana, por exemplo. Isso, sim, configura uso severo”, completa.

Pois bem. Para garantir o amaciamento perfeito do motor, não fique com medo de pegar a estrada. Desde que você respeite o limite de giro, a prática é favorável ao assentamento ideal das peças internas do motor.

BÔNUS: Não acione o freio bruscamente

Este cuidado não está diretamente relacionado ao motor, mas é tão importante que todos os fabricantes consultados incluíram-no no espaço destinado ao amaciamento do motor.

Quando as pastilhas de freio estão novas, o tempo de frenagem é maior. Para que o freio funcione corretamente, é necessário fazer também o amaciamento das pastilhas de freio.
A menos que seja uma emergência, evite freadas bruscas. Isso garantirá o melhor assentamento das pastilhas de freio.

Por fim, ressaltamos que todas as recomendações apresentadas nesta matéria exclusiva são referentes ao amaciamento do motor novo, de carros zero quilômetro. Em relação ao período de amaciamento do motor retificado, algumas outras práticas devem ser levadas em consideração.

Fonte: MixAuto Center 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.