Honda Civic Si: sushi com wasabi | Avaliação

Ele é o menor, mais apertado e mais caros dos Honda Civic, mas ainda é o mais divertido

21/05/2019 - João Brigato / Fotos: Thiago Moreno / Fonte: iCarros

Manual, duas portas e R$ 36 mil mais caro que um Civic Touring. Quem em sã consciência diria que o Honda Civic Si de R$ 164.900 seria um bom negócio? Só que se você é do tipo de pessoa que pouco está se lixando para a opinião alheia e quer um carro que te deixe sorrindo até se for dar uma volta na quadra para comprar um pão na padaria, o Civic Si é o seu carro.

Leia mais:
Civic Sport manual: os 2% mais divertidos | Avaliação
HR-V 2020: apenas uma versão custa menos de R$ 100 mil
Honda revela mais do Civic reestilizado que virá ao Brasil

Não sei andar devagar

Um dos primeiros sentimentos que se tem atrás do volante de um Civic Si é que ele parece te repreender por andar devagar. O cupê aprecia a brutalidade das trocas de marcha rápidas e das acelerações vigorosas. É um carro com o botão da diversão ligado no máximo.

Veja aqui ofertas de Civic na sua cidade

O motor 1.5 quatro cilindros turbo é o mesmo do Civic Touring nacional, mas preparado para render 208 cv e 26,5 kgfm de torque. É menos do que o de seu principal rival, o VW Golf GTI com seus 230 cv e 35,7 kgfm. Só que a personalidade de ambos é diferente. O Golf é mais bruto, enquanto o Civic é mais delicado, mesmo trabalhando com velocidade. 

Seu motor acorda depois de 2.500 giros, mas a força mesmo aparece depois dos 3.500 giros. Nessa faixa, qualquer cutucão no acelerador é suficiente para o Civic Si ganhar velocidade fácil, ainda que com uma delicadeza de um sushiman. Ele entrega força de maneira linear, sem as patadas brutas do GTI, tudo de maneira suave.

Sem massagem

Como um esportivo, era de se esperar uma suspensão dura. De fato, ela é. Mas não do tipo que fará você desejar por uma massagem nas costas depois de voltar do trabalho. O Si é mais firme que o Civic sedã, mas não castiga o motorista ao passar por buracos, mesmo tendo rodas de 18 polegadas, não 17 como no irmão nacional.

Simule aqui as parcelas do seu próximo carro

A recompensa para isso é uma capacidade impressionante de fazer curvas de maneira comportada e controlada. A frente aponta para as curvas e o Civic gruda como o arroz na alga do sushi. Por ter tração dianteira, tem leve tendência de sair de frente, mas não antes de deixar mais do que claro que as coisas estão saindo do controle. Só que para chegar nessa situação, haja esforço.

Um dos pontos que mais elogiei o Civic Sport que avaliei há pouco tempo era sua transmissão manual e aqui no Civic Si a situação é a mesma. Os engates são bem curtos e precisos, sendo a manopla bem à mão. O pedal de embreagem é mais duro que no sedã, assim como sua direção, que ganhou peso de maneira nítida. Um volante com base reta seria interessante aqui.

“Parece uma Ferrari”

Que o Civic Si tem um estilo ousado e esportivo, não tem como negar, tanto que foi alvo de diversos comentários curiosos pelas ruas. Um deles foi de que parecia uma Ferrari. Não tenho como discordar mais, mas admito que ele me transportou para a infância. Mais precisamente nos idos tempos do Need For Speed Underground.

O estilo do Civic Si é até espalhafatoso, mas sem ser cafona. Ele traz enormes entradas de ar decoradas com plástico preto brilhante, tom replicado na grade frontal. As rodas de 18 polegadas diamantadas parecem do tamanho certo para ele e casam muito bem com o visual. Já a saída de escape central é interessante, mas olhando de longe parece uma entrada HDMi gigante.

Já a traseira tem saídas de ar falsas e um aerofólio grande que marcam presença e deixam o visual mais esportivo. As lanternas tem iluminação em LED e são conectadas por uma barra luminosa – tem muito dono de Civic sedã com inveja dessa lanterna e colocando uma solução parecida em seus carros.

Tecido de carbono 

Por dentro ele preserva o visual esportivo e o bom acabamento do sedã. Material macio ao toque é usado nas portas e parte superior do painel. Há plástico duro em alguns pontos, mas nada diferente do que é visto em outros carros da categoria. Ele traz couro de melhor qualidade no volante e manopla de câmbio quando comparado ao Civic Sport.

Destaque para os bancos revestidos de tecido preto e uma estranha imitação de fibra de carbono. Eles são extremamente confortáveis para um esportivo e trazem ótimo apoio lateral. A posição de dirigir perfeita com banco baixo e volante com ajuste de altura e profundidade deixa a experiência de conduzir esse Civic ainda mais prazerosa.

Entre os elementos de tecnologia, o Civic Si traz central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto anos luz à frente da usada na versão Sport. Ela é mais rápida e tem tela de definição melhor. Um pouco confusa de usar às vezes, a central não é uma das melhores da categoria. Vale ressaltar também o ótimo painel de instrumentos parcialmente digital que inclui, entre tantos itens, um indicador de troca de marcha esportiva.

Conclusão

O Civic Si é 11 cm menor que um sedã, tem duas portas a menos, espaço apertado para quem senta atrás, porta-malas menor e é R$ 36 mil mais caro que o Civic Touring. Mas, mesmo com diferença tão grande, ele faz valer a pena.

O Honda Civic Si é um ótimo carro para o dia-a-dia que te diverte a cada acelerada. É um esportivo civilizado o suficiente para andar na cidade tranquilamente, ainda que ele pareça gostar muito dessa ideia. Ao mesmo tempo em que entrega performance para estradas e uma precisão inigualável em curvas sinuosas, seu habitat natural. O Si é como um sushi com wasabi: delicado, preciso, apimentado, requintado e divertidíssimo.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro