Topo de linha, o Honda HR-V Touring vale a diferença?

Versão cobra R$ 4.500 a mais que a EXL, acrescentando itens de segurança e de conforto. Mecânica é a mesma

19/05/2017 - Texto e fotos: Anamaria Rinaldi / Fonte: iCarros

Ele estreou no Salão do Automóvel de São Paulo no final do ano passado, chegando efetivamente às lojas em março. É o Honda HR-V Touring, a nova versão topo de linha do SUV compacto, oferecida por R$ 105.900. São R$ 4.500 a mais que a configuração anterior, a EXL. Mas será que ele vale a diferença de preço?

Leia mais:
Comparativo: Nissan Kicks SL x Honda HR-V EX 
Novo EcoSport já está no site da Ford 
Top 10: carros mais seguros nos testes de colisão

Motorização e desempenho

Em questão de conjunto mecânico, não há diferença. O motor é o mesmo 1.8 flex que rende 140 cv de potência e 17,4 kgfm de torque com etanol ou 139 cv e 17,3 kgfm respectivamente com gasolina. O câmbio é o automático do tipo CVT que simula sete marchas no modo manual. Sim, há borboletas atrás do volante para fazer as trocas manualmente, além da opção "S". 

E nesse ponto não há do que reclamar. O HR-V é ágil, com ótimas respostas em arrancadas e retomadas. O câmbio tem respostas progressivas, como é característico dos CVT, mas sem demora. Ao pisar fundo no acelerador, o SUV logo ganha velocidade. Na cidade ou na estrada, ele se saiu muito bem. A única reclamação é o nível de ruído nesse "pisar fundo". 

Veja a opinião de donos de HR-V 

Quanto ao consumo, o HR-V não está entre os mais econômicos. Segundo o Inmetro, a EXL faz 7,1 km/l na cidade 8,5 km/l na estrada com etanol ou 10,5 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada com gasolina. É nota A na categoria, mas apenas C na classificação geral. Durante a avaliação do iCarros, rodando a maior parte do tempo em congestionamentos, ele fez média no computador de bordo de 4,5 km/l com etanol. (Veja os SUVs mais econômicos de 2016)

No mais, a dirigibilidade é excelente. O acerto das suspensões é bom e filtra as irregularidades do piso sem problemas. Mesmo numa rua de paralelepípedo você consegue conversar dentro do carro. Ponto positivo também para a estabilidade em curvas. Mesmo abusando um pouco a carroceria não inclina demais. A direção elétrica é precisa e responde bem ao esterço. É difícil criticar a mecânica da Honda.

Veja todas as versões e preços do HR-V 

Equipamentos

O que a Touring traz a mais? Faróis de LED com luzes diurnas (DRL), acabamentos cromados nas portas, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro, retrovisor interno antiofuscante e airbags de cortina. 

Além desses itens, ela já vem com ar-condicionado digital com comandos touchscreen, central multimídia com tela sensível ao toque de 7” e GPS integrado, conexão Wi-Fi (via hotspot) com o uso de browser para acesso à internet e Bluetooth, acendimento automático dos faróis, câmera de ré, farol de neblina, retrovisores com função Tilt Down, rack de teto, volante revestido de couro, freio de estacionamento eletrônico, sistema Brake Hold (mantém o carro freado), banco do motorista com regulagem de altura, volante ajustável em altura e profundidade, central multimídia com tela de 7'' touchscreen com GPS, entrada HDMI e 2 conexões USB, piloto automático, airbags frontais e laterais, alarme, chave tipo canivete, assistente de partida em rampa, controle de tração e de estabilidade e isofix. 

Confira ofertas de HR-V na sua cidade 

Acabamento e espaço interno

O acabamento do HR-V é um dos melhores nesse segmento, com revestimento de couro nos bancos e nos volantes, mas também no console central e nas portas. Você se sente bem recebido ao entrar no modelo. O ar-condicionado com comandos sensíveis ao toque também dá um charme extra. 

A crítica fica por conta da entrada USB na parte de baixo do console central. É bom para deixar o celular carregando sem ficar à vista, mas dificulta se você quiser deixá-lo carregando enquanto usa o aparelho em um suporte no para-brisa. Além disso, a central multimídia é intuitiva, mas é mais simples do que o que é oferecido em alguns rivas, sem espelhamento via Android Auto ou Appe CarPlay.

Compare o HR-V com seus concorrentes

O espaço no banco traseiro é bom, com 2,61 metros de distância entre-eixos, mas não é o maior do segmento. Ainda assim, permite levar três adultos atrás. Há ainda encosto de cabeça e cintos de segurança de três pontos para todos. Para as crianças, o SUV conta com sistema isofix para fixar as cadeirinhas. No porta-malas, são 437 litros declarados pela fabricante, sendo 431 litros acima da tampa do assoalho e mais 6 litros abaixo da tampa.  

Na ponta do lápis, o HR-V Touring acrescenta itens interessantes que justificam os R$ 4.500 que cobra a mais em relação à versão EXL. Mas se você acha muito, pode se acostumar a acionar o limpador do para-brisa em chuvas ou manobrar usando apenas a câmera de ré. O que fará mais falta é o airbag de cortina, já que equipamentos de segurança, quanto mais, melhor. 

Simule quanto saem as parcelas no financiamento

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro