Cinco brasileiros disputam F2 e F3 sonhando com a Fórmula 1

Brasil terá 5 pilotos nas duas principais categorias de acesso rumo à F1; iCarros relembra passos dos jovens talentos

06/03/2020 - Rodrigo França e Luiz Felipe Chaguri / Fotos: Dutch Photo Agency/RF1 / Fonte: iCarros

A temporada 2020 da F1 mais uma vez não terá brasileiros em seu grid. Será o terceiro ano consecutivo desde que Felipe Massa se aposentou da categoria no final de 2017 na Williams.

Leia mais:
+ Briga na F1: acordo da Ferrari com FIA é atacado por rivais
+ Testes da F1 terminam com Mercedes na frente
+ Fórmula 1: super galeria com os novos carros para 2020
+ Análise: Pré-temporada da F1 é encerrada com equilíbrio

O cenário para o futuro é mais promissor, principalmente porque o Brasil contará com representantes nas duas principais categorias de em 2020. Ao todo serão cinco pilotos: Felipe Drugovich, Guilherme Samaia e Pedro Piquet na Fórmula 2, enquanto Enzo Fittipaldi e Igor Fraga vão correr na Fórmula 3.

A F2 e a F3 correm nas mesmas pistas e nos mesmos finais de semana da F1, aumentando ainda mais o contato dos jovens pilotos com a principal categoria do automobilismo mundial.

Esses cinco pilotos possuem conquistas nas categorias de acesso do automobilismo internacional e iCarros relembrará os principais passos da trajetória desses jovens talentos antes deles chegarem na F2 e F3.

Fórmula 2

Pedro Piquet

Filho do tricampeão mundial Nelson Piquet, Pedro Piquet teve o início de sua carreira no automobilismo brasileiro. Somando as temporadas 2014 e 2015 da F3 Brasil, ele conquistou 25 vitórias em 32 corridas disputadas.

Com o bicampeonato no currículo, Pedro fez participações em vários campeonatos internacionais para seguir com o sonho de chegar na F1, inclusive vencendo corridas na Toyota Racing Series, onde conquistou o vice-campeonato em 2017.

No ano seguinte, Pedro entrou para a GP3 e ganhou pela primeira vez em Silverstone e na sequência em Monza, fechando a temporada de estreia na sexta posição.

Piquet permaneceu em 2019 na categoria, que passou a se chamar FIA F3. Em mais um ano pela equipe Trident, Piquet conseguiu vencer em Spa-Francorchamps e terminou o ano em quinto lugar.

Pedro, que tem 21 anos, saltou para a Fórmula 2 em 2020 e vai correr a temporada pela Charouz, equipe da República Tcheca. O time terminou a temporada 2019 em sexto lugar na classificação por equipes.

Felipe Drugovich

Números nem sempre significam a receita do sucesso no automobilismo, mas se olharmos para a temporada 2018, nenhum brasileiro venceu mais provas que Felipe Drugovich (19 anos). O piloto ganhou 14 corridas na Euroformula Open e logo despontou para a FIA F3 na temporada seguinte.

Em 2019, no que foi seu único ano na F3, Drugovich pilotou pela britânica Carlin e conseguiu um sexto lugar como seu melhor resultado, sendo este também o melhor resultado da equipe na temporada.

O time fechou a participação no ano passado em nono lugar entre dez times. Até por conta disso, a expectativa de Drugovich na F2 é melhor com a equipe MP Motorsport para 2020, já que o time que subiu no pódio duas vezes em 2019.

Guilherme Samaia

Campeão da F3 Brasil na categoria Light em 2015 e na principal em 2017 (ainda foi vice em 2016), Guilherme Samaia passou também pela F3 Inglesa, F3 Espanhola e Euroformula Open entre 2017 e 2019.

O piloto paulista chega em 2020 para disputar a temporada da Fórmula 2 pela Campos Racing após bom rendimento em teste no circuito de Abu Dhabi no final de 2019.

Samaia teve um roteiro diferente da maioria dos outros pilotos, sem passar pela GP3 ou FIA F3, mas isso não impede que o piloto de 23 anos consiga bons resultados em seu ano de estreia na F2.

Fórmula 3

Enzo Fittipaldi

Enzo Fittipaldi despontou no automobilismo com uma temporada impecável na Fórmula 4 Italiana em 2018, após fazer sua estreia no ano anterior. O neto de Emerson Fittipaldi conseguiu oito vitórias com a Prema para garantir o título.

No mesmo ano, Enzo também correu pela F4 Alemã, onde fechou a temporada com o terceiro lugar no campeonato e vitória na Áustria. Enzo é irmão de Pietro Fittipaldi, piloto de testes da Haas na F1, e a dupla mora junto em Maranello, na Itália.

Integrante da Academia de Pilotos da Ferrari, Enzo subiu para a F3 Regional Europeia em 2019 e terminou o ano com o vice-campeonato. Somando as temporadas 2018 e 2019, Fittipaldi acumulou 10 vitórias e 34 pódios com a equipe Prema. Com os resultados, Fittipaldi já acumula 39 pontos para emitir a Super Licença - dos 40 exigidos.

Para 2020, Enzo fechou contrato para correr na F3 com a HWA Racelab, equipe alemã que conquistou uma vitória e quatro pódios com o britânico Jack Hughes em 2019. O time fechou o campeonato em quinto lugar e a expectativa de Enzo é poder andar no pelotão da frente durante esse ano.

Igor Fraga

O jovem Igor Fraga tem a história mais diferente entre os pilotos brasileiros na Europa que sonham com a F1. Campeão recentemente do Toyota Racing Series na Nova Zelândia, ele tem uma carreira de sucesso na base do automobilismo real e também no virtual.

Igor morou no Japão até os 12 anos, depois se mudou para o Brasil e sempre lutou para conseguir realizar uma temporada completa na F3 Brasil. Em 2017, ele conseguiu os patrocínios necessários e foi campeão da categoria na classe Academy (Light).

Em paralelo, Igor seguia treinando nos games e no ano seguinte levou o título de Gran Turismo nos eSports, conseguindo apoio da Playstation pela sua qualidade nas competições online. Ele também chegou nas finais da competição organizada pela F1.

No ano passado, Igor disputou a F3 Regional ao lado de Enzo Fittipaldi e terminou o ano próximo do amigo, fechando o campeonato em terceiro lugar. Juntos eles subiram diversas vezes no pódio com a bandeira do Brasil.

Em 2020, Igor vai correr na FIA F3 pela Charouz, equipe tcheca que tem Pedro Piquet na F2. O time terminou em oitavo lugar na temporada passada da F3 entre as dez equipes do grid.

Apresentados os pilotos que despontam nas categorias de base da Europa, os fãs brasileiros já podem escolher para quem torcer. A F2 terá 12 rodadas duplas e a F3 terá nove etapas, todas também com duas corridas cada.

Confira abaixo os calendários completos.

Calendário Fórmula 2 2020:

20-22 março / Sakhir, Barein
01-03 maio / Zandvoort, Holanda
08-10 maio / Barcelona, Espanha
21-23 maio / Monte-Carlo, Mônaco
05-07 junho / Baku, Azerbaijão
03-05 julho / Spielberg, Áustria
17-19 julho / Silverstone, Grã-Bretanha
31 julho-02 agosto / Budapeste, Hungria
28-30 agosto / Spa-Francorchamps, Bélgica
04-06 setembro / Monza, Itália
25-27 setembro / Sochi, Rússia
27-29 novembro / Yas Marina, Abu Dhabi

Calendário Fórmula 3 2020:

20-22 março / Sakhir, Barein
01-03 maio / Zandvoort, Holanda
08-10 maio / Barcelona, Espanha
03-05 julho / Spielberg, Áustria
17-19 julho / Silverstone, Grã-Bretanha
31 julho-02 agosto / Budapeste, Hungria
28-30 agosto / Spa-Francorchamps, Bélgica
04-06 setembro / Monza, Itália
25-27 setembro / Sochi, Rússia 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro