No virtual, Ferrari disputa do título eSports da F1

F1 terá suas 10 equipes representadas em competição oficial de eSports pela primeira vez em três temporadas

04/06/2019 - Rodrigo França e Luiz Felipe Chaguri / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

A briga pelo título mundial de F1 está bem direcionada para mais uma conquista da Mercedes. Mas a Ferrari anunciou que entrará na disputa pelo título do campeonato virtual.

Leia mais:
Brasil volta à F1 com Fittipaldi e Sette Câmara
Brasil busca oitava vitória na Indy-500
Como o fracasso de Alonso explica grandeza da Indy-500

Pela primeira vez na história, a categoria terá as 10 equipes no seu campeonato de eSports. Mesmo tendo seu game oficial há muitos anos, a F1 lançou seu campeonato de eSports apenas em 2017. As outras nove equipes oficiais da categoria já tinham participado das duas primeiras edições da competição virtual.

Simule aqui as parcelas do seu próximoca carro

Chefe de desenvolvimento de eSports da F1, Julian Tan comentou sobre a importância da Ferrari para a competição. "É emocionante ver que todas as equipes da F1 compraram a ideia. Eles viram o potencial dos eSports na F1 e eles reconhecem a importância do programa como parte de nosso objetivo mais amplo de alcançar um novo público-alvo", avaliou Tan.

O campeonato de eSports terá início em julho com o Pro Draft, período classificatório em que as equipes da F1 selecionam os gamers para serem seus pilotos na Pro Series. Os pilotos que avançarem participarão de um total de 12 corridas sendo disputadas em quatro eventos ao vivo entre setembro e dezembro deste ano.

Uma curiosidade é que a Williams, por exemplo, já contratou um piloto do mundo real para representá-la no e-Sports: o multicampeão argentino Agustin Canapino, que inclusive correu como convidado a Corrida do Milhão da Stock Car como convidado na equipe de Felipe Massa e Cacá Bueno. Outro caso interessante é o do brasileiro Igor Fraga, especialista em eSports e que corre na F3 real junto com pilotos como Enzo Fittipaldi.

A premiação geral do campeonato será de 500 mil dólares, valor acima do dobro da competição de 2018. Além do campeonato de pilotos, haverá também a classificação de pontos por equipes, assim como acontece nas pistas pelo mundo.

"Ter a Ferrari chegando para completar o grid é mais um passo em frente para confirmar a autenticidade do que estamos fazendo e ajuda a fornecer outro ponto de contato para os fãs de Fórmula 1 e jogadores em um sentido mais amplo também", completou Tan.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro