Troca de pilotos na Red Bull mostra caça a novo Verstappen

Escuderia anunciou a promoção do tailandês Alexander Albon para a cobiçada vaga na Red Bull, demitindo Pierre Gasly

12/08/2019 - Rodrigo França / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

A dança das cadeiras, tão tradicional na F1 ao final de cada temporada, começou mais cedo em 2019. A Red Bull anunciou a promoção do jovem Alexander Albon para a vaga do francês Pierre Gasly. O demitido pelo menos segue na F1, ocupando a vaga do tailandês na equipe subsidiária, a Toro Rosso.

A troca já tem efeito imediato para a próxima corrida, que será disputada no tradicional circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, dia 1 de setembro. Albon correrá ao lado de Max Verstappen, que também foi promovido de maneira inesperada no meio de uma temporada há três anos.

Na ocasião, o demitido foi Daniil Kvyat – hoje na Toro Rosso, que agora passa a ser a equipe subsidiária de dois “rejeitados” pelo programa de pilotos da Red Bull, comandado pelo ex-piloto Helmut Marko. Ironicamente, a função do time inicial era justamente oposta: apostar em novos talentos sem experiência na F1, como foi o caso das principais estrelas da casa.

Aposta que deu certo: Vettel

O austríaco tem fama de destruidor de carreiras, mas também foi o responsável pela promoção de Sebastian Vettel. O alemão inclusive venceu seu primeiro GP ainda na Toro Rosso, sendo depois promovido para a equipe principal, onde ganhou nada menos que quatro títulos mundiais.

Gasly de fato vinha fazendo uma temporada 2019 decepcionante. Depois de uma boa performance em seu ano de estreia na Toro Rosso, o francês foi promovido a companheiro de equipe de Verstappen. Mas enquanto o holandês já conquistou duas vitórias e acumula 188 pontos no campeonato (terceiro lugar na tabela), Gasly soma apenas 63.

A rápida promoção de Albon também mostra outra forte motivação para a Red Bull: a caça ao “novo Verstappen”. Por isso, a tática adotada com o tailandês é a mesma que deu certo com o holandês.

Verstappen estreou com vitória

Quando todos acusaram o time de cometer uma loucura às vésperas do GP da Espanha de F1 de 2016, Max estreou na equipe principal com… vitória! Está certo que Lewis Hamilton e Nico Rosberg bateram na primeira volta e assim a Mercedes facilitou o caminho, mas a estrela de Max brilhou.

Ele se tornou o mais jovem vencedor de todos os tempos na F1 e ajudou sua fase como um futuro campeão, ainda mais após grandes atuações na temporada 2019, sobretudo nos últimos GPs como Alemanha e Hungria.

E é justamente a ascensão de Verstappen que faz a Red Bull caçar mais um talento. Quando Max tinha acabado de sair do kart (e já tinha um nome muito conhecido entre as equipes de F1), foi o forte assédio da Mercedes que fez a empresa austríaca acelerar a carreira de Verstappen.

Verstappen e Hamilton no mesmo time?

Ex-piloto de F1 e “empresário” do filho, Jos Verstappen sabia que poderia assinar com uma das duas equipes, mas apenas a Red Bull ofereceu um carro imediatamente a Max na F1. E assim ele se tornou o mais jovem piloto a correr na F1, com apenas 16 anos de idade.

Agora, os rumores de que os alemães novamente estariam interessados em Max faz a Red Bull aumentar a urgência de encontrar mais um talento deste nível. Os promotores da F1 certamente adorariam ver Lewis Hamilton e Verstappen com o mesmo carro: seria um apelo e tanto para uma futura temporada.

Talvez você se interesse por:
Classificação, calendário e principais notícias da F1 2019
F1 vive melhor momento dos últimos anos com GPs emocionantes
Análise: GP da Alemanha dá receita para F1 mais emocionante

É claro que a melhor maneira de “prender” Max na Red Bull é fazer um carro bem competitivo, o que o time tem mostrado nos últimos GPs. Mas, por via das dúvidas, é melhor apostar no potencial de uma nova estrela – vale lembrar que Vettel, formado pela Red Bull, hoje defende a rival Ferrari.

Mas será que Albon será um novo Verstappen? É verdade que o programa do time já revelou duas grandes estrelas do atual grid. Mas a lista dos que já foram descartados é certamente maior: Jaime Alguersuari, Brendon Hartley, Sebastian Buemi, Kvyat, Gasly. Onde estará o nome de Albon em 2020? A vantagem é que a Red Bull tem pressa e talvez os 11 GPs restantes deste ano já sejam suficientes para formar esta resposta.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro