Tipos de carro que estão morrendo e ninguém mais compra

Culpe os SUVs ou as tendências de mercado, mas algumas carrocerias não têm mais vez

05/08/2020 - João Brigato / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Tal como a moda, o mercado automotivo é cíclico. Os anos 1970 foram dominados pelos muscle-cars, enquanto a década de 1980 vivia a febre das peruas. Nos anos 1990 e 2000 as minivans invadiram o mundo até que os SUVs finalmente dominaram o mercado.

Leia mais:
10 carros elétricos mais influentes da história recente
10 namoros na indústria automotiva que deram certo
Oito vezes que a Fiat Strada foi a primeira em seu segmento

Essas fases e tendências fizeram com que muitas categorias perdessem força até desaparecer. Nos EUA, por exemplo, os sedãs estão morrendo. Prova disso é que tanto Ford quanto Chevrolet já tiraram de linha modelos como Fusion, Focus, Impala e Cruze de linha.

Enquanto o resto do mundo ainda compra sedãs, especialmente na Cina, outras categorias parecem não ter tanta chance assim de sobrevivência. Por isso, reunimos aqui quatro tipos de carro que estão morrendo em todo o mundo, não somente no Brasil.

Perua

A Europa ainda é ávida por peruas, especialmente na Alemanha. No entanto, em outros mercados-chave como toda América e Ásia, as peruas já deixaram de ter o brilho de antes. Algumas marcas até tentam levar peruas para esses mercados, mas elas geralmente duram poucos anos no portfólio.

No Brasil as peruas já não existem mais fora do segmento de luxo. No ano passado a Volkswagen SpaceFox foi aposentada e neste ano a Fiat Weekend morreu por conta da legislação. Hoje se um brasileiro quer uma perua tem que apelar para carros como Volvo V60 e Audi A4 Avant, que são as mais baratas da categoria, mas estão na casa dos R$ 200 mil.

Minivan

Renault e Citroën inauguraram suas fábricas no Brasil com minivans, especificamente com Scénic e Xsara Picasso. Já modelos como Renault Sandero, Peugeot 307, Nissan Tiida e Volkswagen Fox devem seu estilo hatch altinho às minivans, que eram a grade tendência do começo dos anos 2000.

Mas onde elas estão hoje? Já contamos no iCarros como as minivans morreram e só sobrou a Spin. Não somente por aqui o segmento perdeu força para os SUVs: a Europa está limando suas minivans assim como os EUA. Sobrevivem apenas modelos grandes como Chrysler Pacifica e Kia Carnival por conta da demanda nos EUA e China.

Hatch duas portas

Hoje no Brasil não existe mais hatch de duas portas produzido localmente ou até mesmo importado. Os hatches já nascem pensados para ter somente versões quatro portas, quer seja pela redução de custo ou simplesmente por não haver mais demanda pelos modelos de duas portas.

A praticidade das portas extras limou o segmento que presava pelo design esportivo. Na Europa, modelos médios como BMW Série 1, Ford Focus, VW Golf, Audi A3 e Opel Astra tiveram versões duas portas, eliminadas da gama após troca de geração. Até mesmo o Kia pro_cee’d se transformou em um hatch duas portas em uma perua esportiva de quatro portas.

Conversível

No Brasil os conversíveis nunca pegaram com força. Eram sonho de consumo nos anos 1990 com Escort XR3 e Kadett GSi, mas nunca com a mesma força de EUA e Europa. Tanto que depois da aposentadoria desses modelos, nunca mais um conversível foi fabricado no Brasil.

Marcas generalistas e de luxo veem abandonando o segmento em carros mais baratos. Os SUVs conversíveis como Evoque Cabrio e T-Roc Cabriolet são a esperança do retorno do segmento. Hoje apenas modelos de luxo e esportivos caríssimos se aventuram no segmento de conversíveis. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.