Pneus Run Flat: o que é, como funciona e suas vantagens

Com a promessa de poder rodar até 80 km mesmo furado e totalmente sem ar, esse tipo de pneu dispensa o estepe

24/08/2020 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

Presente como item de série em modelos de luxo, como alguns BMW, Mercedes-Benz, Audi, Porsche e Mini, os pneus Run Flat possibilitam rodar sem ar nas câmaras por até 80 km de distância. Como benefício, ele dispensa o estepe abrindo espaço no porta-malas e elimina a necessidade de parar para trocar o pneu se ele furar. Mas você sabe como ele consegue fazer isso? Saiba como eles funcionam e os cuidados necessários com esse tipo de pneu.

+Tudo sobre pneus

Estrutura: como funciona?

Visualmente, os pneus Run Flat não se diferenciam em relação aos modelos regulares, havendo apenas uma inscrição na lateral. A diferença fica por conta da estrutura interna, que conta com reforços na lateral, ombro e talão.

Com as laterais reforçadas, o pneu se mantém em altura próxima à de rodagem com ar, diferentemente do que ocorreria com pneus normais em que há dobra da porção lateral. 

Dessa forma, é possível rodar com o pneu Run Flat totalmente vazio por um furo ou após um impacto, desde que respeitados os limites de velocidade (máximo de 80 km/h) e distância total permitida para rodar sem ar, que é de 80 km, conforme orientação das fabricantes de pneus.

Manutenção

Os cuidados regulares não mudam em relação aos pneus convencionais. Sendo assim, mesmo com pneus Run Flat deve-se calibrá-los frequentemente (semanalmente ou no máximo a cada 15 dias), fazer rodízio, balanceamento e alinhamento.

Cuidados e restrições

Para usar pneus Run Flat é preciso que o carro possua de série sistema de monitoramento de pressão e temperatura dos pneus, garantindo assim a segurança do conjunto. E em função desses sensores, é preciso ter cuidado na montagem e desmontagem dos pneus. Também é recomendado pelas fabricantes que os veículos com Run Flat tenham controle de estabilidade. 

Além disso, não é recomendado mesclar o uso de pneus regulares e Run Flat no carro, já que eles apresentam níveis diferentes de conforto, frenagem, dirigibilidade e performance, tanto em pisos secos quanto em molhados. 

E se o carro veio de fábrica com Run Flat, o ideal é sempre usar esse tipo de pneu ao fazer a sua substituição. Isso porque a calibração da suspensão do veículo foi feita pensando nesse tipo de pneu, o que pode alterar os níveis de dirigibilidade e conforto se forem trocados por pneus comuns. Da mesma forma, evite fazer o inverso e trocar pneus originais comuns pelos Run Flat. 

Reparo

Muitos especialistas não aconselham o reparo nesse tipo de pneu. Em seu site, a Goodyear reforça a informação de que consertos em pneus Run Flat devem seguir as normas do manual técnico de reparos específico. Sendo assim, faça apenas em concessionárias ou oficinas especializadas. A recomendação geral é fazer o reparo apenas uma vez e somente se o furo for pequeno e estiver na banda de rodagem, não na lateral. E por ser um pneu mais caro, seu reparo também tende a ser mais caro. 

Vantagens

Como eles conseguem rodar mesmo furados, é desnecessário ter um estepe no porta-malas, o que aumenta a capacidade do bagageiro, além de reduzir o peso do veículo - embora esse tipo de pneu seja também cerca de dois a três quilos mais pesado que o pneu convencional. Por esse motivo não é esperado ganho em consumo. Além disso, eles oferecem maior controle do veículo em caso de perda repentina de pressão do pneu, como uma explosão.

A principal vantagem, porém, é que o motorista não precisa parar o carro e fazer a troca do pneu na hora, podendo rodar ainda por algumas dezenas de quilômetros até encontrar um local seguro ou um momento oportuno para fazer o reparo. Por isso eles são usados também em veículos blindados. E enquanto você leva apenas um estepe no carro, com os Run Flat você consegue rodar mesmo com mais de um pneu furado.

Desvantagens

A sua estrutura interna reforçada faz com que os pneus Run Flat sejam menos confortáveis ao rodar do que os pneus comuns. Além disso, por ser uma tecnologia ainda pouco disseminada, ela é cara, por isso está presente por enquanto apenas em modelos de luxo. No futuro, é esperado que seu uso em maior escala faça com que essa tecnologia se torne mais barata e acessível para carros de categorias inferiores. 

O que diz a lei

Conforme determina a Resolução 540, de 15 de julho de 2015, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), mesmo veículos com pneus Run Flat devem obrigatoriamente levar um produto selante para pneus em quantidade suficiente para o reparo de um pneu, acompanhado de dispositivo que permita insuflar o pneu, à pressão prescrita para o uso temporário, em um período máximo de 10 minutos. Por outro lado, nesses casos, não é exigido estepe, macaco e chave de roda.

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro
Para proteger e melhorar a sua experiência no site, nós utilizamos cookies e dados pessoais de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao navegar pela nossa plataforma, você declara estar ciente dessas condições.