Rastreamento automotivo: como funciona, custo e onde instalo

Sistema serve para localizar o veículo em caso de roubo ou furto, ajudando ainda a reduzir o valor do seguro

08/01/2018 - Redação / Foto: Mmaxer/Shutterstock.com / Fonte: iCarros

Com a preocupação com segurança cada vez mais frequente, muitos brasileiros estão optando pelos rastreadores de veículos. Esse tipo de dispositivo é oferecido por várias empresas atualmente, ajudando a localizar o veículo em caso de roubou ou furto, além de ser um item importante para baratear o custo com o seguro. Muitas seguradoras, inclusive, oferecem e estimulam a sua instalação. 

Leia mais:
Seguro de carro: cobertura, bônus, perfil e franquia 
Licenciamento de veículos: consulta e quando pagar 

Transferência de veículos: documentos necessários e taxas

O que é rastreamento de veículos?

O rastreamento é um sistema de segurança que permite identificar a localização do veículo, o que agiliza o processo de recuperação em caso de roubo ou furto. Muitas vezes, o equipamento de geolocalização é entregue ao cliente mediante um contrato de comodato, com pagamento mensal do serviço. 

Como funciona o rastreamento?

Dependendo do tipo de tecnologia adotada, o sistema usa GPS ou radiofrequência para localizar a posição do veículo - veja qual se adequa melhor em função do uso que você faz do veículo. E ele consegue identificar o veículo tanto se ele estiver estacionado quanto se estiver em movimento.

Além disso, o cliente consegue acessar informações do veículo pela internet, muitas vezes até mesmo pelo celular. Entre as informações estão percursos, horários e velocidades. Algumas empresas oferecem até consultar o histórico diário de posições e extrair relatórios mensais. 

Onde instalar o rastreador?

Muitas seguradoras oferecem esse serviço, fazendo a instalação em uma oficina credenciada ou, em alguns casos, até na residência do cliente. E nem sempre é preciso que o carro esteja segurado. Mas é importante pesquisar as condições de cada empresa. 

Preciso ter seguro para instalar o rastreador?

Não, mas muitas seguradoras exigem a instalação do rastreador para reduzir os custos do seguro. Pesquise os valores só do rastreamento e do rastreamento com o seguro incluso para comparar. 

Quem pode adquirir o rastreador?

Os termos e condições variam de acordo com cada empresa. Em geral, são aceitos veículos leves, de passeios e caminhões. No caso da Porto Seguro, são aceitos veículos até R$ 200.000, por exemplo. Esses valores limites, porém, dependem do tipo de veículo, além de haver restrição quanto ao tempo de fabricação. Veículos antigos podem não ser aceitos por todas as empresas. 

Existe restrição de ano ou modelo de veículo?

A maior parte das empresas que oferecem rastreamento informam que os equipamentos podem ser instalados em qualquer marca, modelo ou ano de veículo. Contudo, alguns planos restrigem o ano de fabricação máximo, não aceitando veículos antigos. A Porto Seguro, por exemplo, possui uma modalidade que aceita veículos nacionais com até 20 anos de uso e importados com até cinco anos de uso. Nesse tipo, aliás, o valor do veículo deve ser inferior a R$ 60 mil, seja ele usado ou 0km.

Quanto custa o serviço de rastreamento?

O valor varia de acordo com o modelo em que será instalado o rastreador e se haverá seguro embutido ou não. Por isso, o ideal é fazer orçamentos em algumas empresas para comparar os custos. Há seguradoras que não cobram valor de instalação nem mensalidade para seus segurados. E é bom ficar atento porque, em geral, a renovação é automática. 

Preciso fazer manutenção do rastreador?

Sim, mas como muitas vezes o equipamento é de propriedade da empresa - quando é feito um contrato de comodato - cabe a ela fazer a manutenção do mesmo.

E se eu for roubado?

As empresas que oferecem o rastreamento asseguram um alto índice de recuperação dos veículos roubados ou furtados. Contudo, elas não se responsabilizam pelo ressarcimento do valor do veículo - caso não haja um seguro em vigência - ou mesmo do equipamento de rastreamento caso ele não seja localizado. 

Mas há planos, como o oferecido pela Porto Seguro, feito exatamente para quem não tem seguro. Se o veículo não for localizado, ele indeniza o valor em 100% da tabela FIPE

E para localizar o veículo, o cliente deve entrar em contato com a central de atendimento da empresa contratada e informar sobre o ocorrido. É importante também sempre registrar o Boletim de Ocorrência.

Existe prazo mínimo de contrato?

Em geral, sim. A maior parte das empresas exige um período mínimo de 12 meses de adesão. 

E se eu vender o carro?

Em caso de venda, o cliente deve entrar em contato com a central de atendimento da empresa contratada para informar sobre o venda. Ele poderá cancelar o serviço, o que ocasionará na retirada e devolução do equipamento se o contrato for de comodato, ou solicitar a sua transferência para outro veículo.

Posso instalar rastreamento em motos?

Algumas empresas oferecem também esse serviço para motocicletas, mas é importante se informar antes, já que nem todas aceitam motos. 

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro