Como será a nova F1 em 2020: 5 medidas pós-coronavírus

Categoria precisará se reinventar para garantir a segurança das equipes e cortar gastos para manter os carros no grid

09/06/2020 - Rodrigo França e Luiz Felipe Chaguri / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

A Fórmula 1, assim como diversas categorias e modalidades do esporte mundial, precisará se readequar ao novo mundo após a pandemia de covid-19. As equipes estão retornando suas atividades, algumas até indo à pista com carros de temporadas anteriores para os pilotos voltarem ao ritmo de competição após mais de seis meses da última corrida em 2019.

Leia mais:
+ F1 Virtual: grid em Baku tem 8 titulares e irmãos Fittipaldi
+ Qual diferença de um F1 para Indy, WEC ou F-E?
+ F1 está de volta: confira o novo calendário 2020

A reestruturação na categoria está sendo planejada pela FIA, Liberty Media e equipes, mas o trabalho está longe de ser simples para que a F1 se reinvente nos próximos meses e também nas próximas temporada. Confira cinco mudanças que já vão acontecer na F1:

1-   Corridas sem público

Assim como a grande maioria dos esportes pelo mundo, a F1 voltará sem a presença de público, pelo menos nas suas primeiras corridas de 2020. A temporada retornará no próximo dia 5 de julho em Spielberg, na Áustria, uma região bucólica que somente provoca aglomerações justamente em finais de semana de corridas.

A tradicional festa da torcida da Red Bull, equipe da casa, e dos holandeses que vestem laranja para torcer por Max Verstappen ficará para 2021.

A Itália, que será palco da oitava etapa e foi o epicentro do coronavírus, trabalha para ter público na prova em setembro, mas é bem improvável que veremos os tifosi, fãs da Ferrari, invadindo o circuito de Monza após o término da prova para acompanharem o pódio de perto.

2- Adeus ao cercadinho

Uma das áreas mais concorridas do paddock da F1 é o cercadinho, local em que os jornalistas aguardam os pilotos após o classificatório ou a corrida para darem uma entrevista rápida sobre o que aconteceu na pista.

Esse local gerava uma certa aglomeração entre os profissionais da imprensa e pilotos, então é bem possível imaginar que os pilotos vão direto para os seus boxes ou motorhomes após saírem da pista. O acesso aos pilotos, que já costuma ser restrito, será ainda mais limitado.

3- Mascarados no box

Assim como na Indy e na Nascar, campeonatos que já voltaram a ter provas,  a F1 também terá um controle rigoroso de saúde para os pilotos, mecânicos e outros membros das equipes.

É bem verdade que na maior parte do tempo na transmissão, a maioria desses integrantes da F1 estão de capacete, mas quando isso não acontecer nós veremos todos usando máscaras e passando bastante álcool em gel nas mãos.

4- Teto orçamentário

O valor do teto orçamentário para a temporada 2021 estava acordado em 175 milhões de dólares, mas com a pandemia de coronavírus houve uma diminuição neste valor para as equipes trabalharem no próximo ano.

O novo valor será de 145 milhões de dólares e as grandes equipes provavelmente terão redução também no staff nas fábricas. A Mercedes cogita até entrar para outras categorias de acesso da F1 para manter vários de seus funcionários.

5- Calendário apertado e corridas em sequência

 A F1 definiu o início do seu novo calendário com oito etapas na Europa, mas ainda serão divulgadas mais provas para o restante de 2020. A parte positiva dos fãs terem esperado alguns meses a mais pelo início das corridas, é que elas chegarão em vários finais de semana consecutivos a partir de julho.

A Áustria e a Inglaterra, por exemplo, receberão etapas duplas, ou seja, as pistas de Spielberg e de Silverstone serão palco de duas provas consecutivas em cada local. As corridas na Áustria serão nos dias 5 e 12 de julho, enquanto que as provas na Inglaterra acontecerão nos dias 2 e 9 de agosto.

Calendário da F1 2020 com as 8 primeiras etapas:

5 de julho – GP da Áustria (Spielberg)
12 de julho – GP da Estíria (Spielberg)
19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring)
2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone)
9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone)
16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona)
30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps)
6 de setembro – GP da Itália (Monza)

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro