Duas brasileiras disputam vaga na Academia da Ferrari

Júlia Ayoub e Antonella Bassani estão entre as 20 selecionadas para programa “FIA Girls on Track – Rising Stars"

26/06/2020 - Rodrigo França e Luiz Felipe Chaguri / Fotos: Divulgação / Fonte: iCarros

Em parceria com a Academia de Pilotos da Ferrari, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) realizará em outubro deste ano o “FIA Girls on Track – Rising Stars”, projeto que reunirá 20 mulheres em busca de uma vaga na Academia de Pilotos da Ferrari. Duas pilotos desta disputa são brasileiras: Júlia Ayoub, de 15 anos, e Antonella Bassani, que tem 14 anos.

A grande campeã receberá como prêmio um contrato assinado a montadora italiana para disputar a Fórmula 4 em 2021. Mais importante que definir a vencedora é a iniciativa do programa, que é gerido pela Comissão da Mulher no Automobilismo e buscará ampliar a diversidade no esporte a motor.

“Todos nós sabemos que isso poderá aumentar o número de participações femininas no esporte a motor e precisamos mudar essa percepção de que a mulher não tem lugar no automobilismo. Vamos em busca de educar, empoderar e inspirar muitas meninas por aí”, afirma Júlia Ayoub, que foi a única representante do Brasil no Mundial de Kart na última década.

Campeã de uma categoria 100% feminina no Troféu Ayrton Senna de Kart, disputado no início deste ano, Júlia também venceu na seletiva Richard Mille/Birel Art de kart em 2018. Como prêmio, além de disputar o Mundial ela também competiu em etapas do Europeu de Kart e sempre com o acompanhamento de Gastão Fráguas, justamente um dos brasileiros que chegou ao topo do mundo no kart.

“Acredito que esse programa tem tudo para inspirar próximas gerações de pilotos femininas e vou fazer o meu melhor para conquistar essa vaga na Academia de Pilotos da Ferrari. É muito legal ver que finalmente estão olhando para as mulheres no automobilismo como uma oportunidade de buscar novos talentos”, afirma Ayoub, que também foi aluna da Escola de Kart do Senninha em 2016.

As fases do programa “FIA Girls on Track – Rising Stars"

Com início em outubro de 2020, o projeto contará com 20 meninas de cinco continentes diferentes disputando em Paul Ricard, na França, um lugar entre as 12 vagas nos campos de treinamento de kart e F4. As quatro melhores serão escolhidas para um curso na Academia de Pilotos da Ferrari em novembro, que terá uma semana de duração e também incluirá testes de F4.

A vencedora será premiada com um contrato assinado com a Academia de Pilotos da Ferrari para correr na temporada de 2021 da Fórmula 4, um dos caminhos percorridos por muitos pilotos que chegam ao topo do automobilismo mundial, a F1. A categoria não conta com uma mulher no grid há 44 anos.

Leia também:
+ Carros de 5 campeões da Stock Car presentes no grid em 2020
+ Existe carro feio na F1? Temos 5 candidatos…
+ Conheça 6 carros que fizeram história com Ayrton Senna
+ Um novo piloto da Ferrari (nas ruas): Max Verstappen

"Temos cada vez mais meninas talentosas, e esse apoio é super importante para que a gente possa trilhar um caminho de sucesso nas pistas. Vou me dedicar bastante e me preparar da melhor forma possível para cada um dos desafios. Com certeza, será um aprendizado e uma experiência incrível”, diz Antonella, que sempre teve apoio de Bia Figueiredo em sua carreira no kart.

Entre os resultados de destaque, Antonella tem um vice do Sul-Americano de Rotax e um vice no Brasileiro de Rotax, ambos conquistados em 2016. No ano seguinte, em Portugal, ficou em oitava no Rotax Max Challenge Grand Finals. Em 2019, fez a pole position das 500 Milhas de Kart na categoria Light.

** Este texto é de responsabilidade de seu autor e não reflete, necessariamente, a opinião do iCarros

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro Auto

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro