Bloqueio de diferencial: o que é e para que serve

Equipamento essencial na transmissão de energia entre as rodas auxilia no desempenho tanto dentro quanto fora da estrada

03/01/2018 - Redação / Foto: Divulgação / Fonte: iCarros

O bloqueio de diferencial já foi um item exclusivo de veículos que passavam a maior parte da vida em estradas de terra, para não dizer pirambeiras mesmo. Essencial para garantir a tração em qualquer tipo de situação, esse equipamento está se popularizando e até modelos menores e bem urbanos já o utilizam. Entenda o que é, os tipos e a finalidade do bloqueio de diferencial.

Leia mais:
Freio ABS: o que é e como funciona?
Veja a lista dos carros que saíram de linha em 2017

O que é o diferencial?

O caminho da força entre o motor e as rodas tem alguns intermediários. Do motor ela vai para o câmbio e, de lá, o diferencial distribui essa energia entre as rodas. O diferencial é composto por engrenagens e seu papel é o de compensar a diferença de velocidade de rotação das rodas de um mesmo eixo em uma curva. Por exemplo, ao fazer uma curva para um lado, a roda interna gira menos vezes que a externa. Se a distribuição fosse sempre igual, a roda interna perderia tração, ou pior, quebraria o diferencial.

Precisa parcelar seu próximo carro? Simule o valor aqui

O que é o bloqueio de diferencial?

Este equipamento pode ter atuação eletrônica ou mecânica sobre o diferencial e serve para garantir que as duas rodas de um mesmo eixo de tração girem sempre juntas ou com pequenas diferenças na velocidade de rotação.

Para que serve o bloqueio de diferencial?

Se o intuito do diferencial é compensar as diferenças de velocidade entre as rodas, por que você precisaria bloqueá-lo e forçar as rodas a girarem juntas? Acontece que, no asfalto, onde a tração é muito grande, é interessante que as rodas girem independentemente. O efeito colateral, no entanto, é que a energia sempre irá para a roda que está girando com mais liberdade.

Quer trocar de carro? Veja as melhores ofertas aqui

No caso de um atolamento, a roda que está no ar e com pouca ou nenhuma tração é a que acaba recebendo toda a energia, enquanto a outra, presa no fundo do buraco, tem tração, mas não recebe energia. Isso é o que acontece num diferencial convencional sem bloqueio, conhecido popularmente como diferencial aberto.

Nessa situação, o bloqueio de diferencial consegue garantir que as duas rodas recebam energia, independente no nível de tração que tenham.

Este é um exemplo off-road da utilização do bloqueio de diferencial, mas ele também é útil no asfalto, distribuindo de forma mais equilibrada a força que vai para cada roda em uma curva sem perder tração ou forçar o diferencial.

Quais são os tipos de bloqueio de diferencial?

A atuação do bloqueio de diferencial pode ser mecânica ou eletrônica. No caso da primeira, é acionada uma trava no diferencial que equaliza a rotação das rodas. A atuação eletrônica não age diretamente sobre o diferencial. Ela utiliza os sensores do ABS para medir a velocidade de cada roda e aplica freio naquela que a central eletrônica entende que está rodando mais que o necessário em uma situação específica.

Enquanto o bloqueio mecânico equaliza a rotação das rodas de um mesmo eixo em qualquer situação, o eletrônico consegue distribuir mais ou menos força para cada uma das rodas dependendo do que a situação exige.

O primeiro é eficiente em situações fora de estrada, mas força o diferencial no asfalto, pois, com muita tração, é preferível que as rodas girem independentemente ao contornar uma curva. Já o segundo é ideal no asfalto, pois distribui de forma ideal a força entre as rodas, otimizando a tração e melhorando a performance em curvas.

Há ainda o Diferencial de Deslizamento Limitado (LSD), que permite a equalização parcial da rotação de cada uma das rodas de um eixo de tração.

Qualquer carro pode ter bloqueio de diferencial?

Teoricamente sim, pois o princípio do bloqueio de diferencial se aplica a qualquer eixo que tenha tração nas duas rodas.

Pode haver mais de um bloqueio de diferencial no carro?

Sim. Caso o veículo tenha mais de um eixo de tração, cada um deles pode ter um bloqueio de diferencial individual. No caso de veículos 4x4 pode haver dois bloqueios (um para cada eixo) e mais um terceiro, para equalizar a força distribuída entre cada um deles.
 

 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

 

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro