Estreia do capacete icônico de Ayrton Senna completa 40 anos

Piloto tricampeão mundial de F1 usou a pintura icônica pela 1ª vez no Mundial de Kart de 1979, quando foi vice-campeão

23/09/2019 - Rodrigo França e Luiz Felipe Chaguri / Fotos: Angelo Orsi / Fonte: iCarros

A estreia oficial do capacete icônico de Ayrton Senna acaba de completar 40 anos neste 23 de setembro. O piloto tricampeão mundial de Fórmula 1 disputou o Mundial de Kart em 1979 e sagrou-se vice-campeão no Kartódromo do Estoril, em Portugal.

O desenho do capacete de Senna foi criado por Sid Mosca, responsável pelas pinturas de grandes pilotos da F1. Para o Mundial de Kart de 1979, a delegação de cada país tinha que ter uma pintura única, conforme o regulamento, portanto todos os competidores brasileiros usaram o mesmo layout.

Alan Mosca, filho de Sid, lembrou de como foi a ideia inicial de seu pai para a pintura do capacete em 1979.

“Na época cada país tinha que ter uma pintura e nós tivemos poucos dias para pintar o capacete da equipe brasileira. Foi uma criação repentina, mas que depois se tornou histórica com tantas vitórias e conquistas do Senna. Meu pai (Sid Mosca) teve essa ideia fantástica de fazer as faixas verde e azul saindo do olhar do piloto e vários pilotos até hoje nos procuram querendo fazer layouts inspirados nesse capacete do Ayrton”, conta Alan.

Pedido especial de Senna

Logo que voltou ao Brasil, Ayrton conversou com Sid e pediu ficar com a pintura, fazendo daquele layout sua marca própria, que ficaria eternizada pelo próprio Senna nas competições de kart, Fórmula Ford, F3 e na F1.

“É muito especial poder comemorar 40 anos da criação dessa que é a pintura mais icônica da F1 e de todo o automobilismo graças ao Ayrton”, diz Alan Mosca, que atualmente é responsável pela Sid Special Paint, loja localizada próxima ao Autódromo de Interlagos.

Resultado polêmico no Mundial de Kart

Em Portugal, houve um empate por pontos entre Senna e seu companheiro de equipe da DAP, o holandês Peter Koene. Em uma decisão controversa, Koene foi declarado campeão, enquanto Senna ficou com o vice-campeonato.

De acordo com a equipe brasileira, em caso de igualdade de pontos seria levado em consideração o confronto direto na última das três finais, prova que Ayrton venceu com boa margem para os adversários.

Talvez você se interesse por:
F1 de 2021 estreia na pista com novos pneus Pirelli
Mundial de Kart: guia completo sobre a competição
Fórmula 1 anuncia recorde de corridas na temporada 2020

A organização do Mundial, por outro lado, teve uma interpretação diferente do regulamento: o título seria de Koene graças ao resultado das semifinais, onde ele havia terminado em quarto lugar, enquanto Senna foi o oitavo. Nesta prova, o brasileiro era o segundo colocado até perto das voltas finais, quando o líder da prova teve um problema com o kart na frente de Ayrton, que não teve tempo de desviar da colisão e ambos rodaram.

Senna voltaria a ser vice-campeão mundial de kart em 1980 e seus principais títulos na carreira estariam reservados para os anos seguintes na Fórmula Ford (1981 e 1982), F3 (1983) e na F1 (1988, 1990 e 1991).

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros)
Instagram (instagram.com/icarros_oficial)
YouTube (youtube.com/icarros)

  • Compartilhe esta matéria:
 

Faça seu comentário

publicidade

  • Seguro automóvel

    Veja o resultado na hora e compare os preços e benefícios sem sair de casa.

    cotar seguro